Compartilhe

Datafolha: 54% dizem não votar em Bolsonaro de jeito nenhum, ante 33% em Lula

Por UOL    Quinta-Feira, 26 de Maio de 2022


presidente Jair Bolsonaro (PL) segue na liderança da maior rejeição entre eleitores, segundo a pesquisa Datafolha. Indicaram que não votariam nele de jeito nenhum 54% dos brasileiros ouvidos pelo levantamento.

O índice se mantém estável em relação à pesquisa anterior, de março, quando 55% dos eleitores afirmaram que não votariam em Bolsonaro. Os dois levantamentos, no entanto, não são comparáveis, já que houve mudanças no cenário com inclusão ou retirada de pré-candidatos.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) - Adriano Machado - 25.mai.22/Reuters

O segundo pré-candidato mais rejeitado é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 33%. Em março, seu índice de rejeição era maior, de 37%.

No levantamento atual, o terceiro mais rejeitado, com 23%, é o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB), que desistiu de concorrer à Presidência da República nesta segunda-feira (23).

Ciro Gomes (PDT) tem índice de rejeição de 19%, seguido do General Santos Cruz (Podemos), com 11%.

Os pré-candidatos Vera Lúcia (PSTU), Eymael (Democracia Cristã) e Luciano Bivar (União Brasil) marcaram 10% de rejeição. Com 9%, o Datafolha mostra Pablo Marçal (Pros), Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante) e Felipe d'Avila (Novo).

Sofia Manzano (PCB) e Leonardo Péricles (UP) alcançam 8% de rejeição.

novo levantamento do Datafolha ouviu 2.556 pessoas em 181 cidades do país nesta quarta (25) e quinta (26). A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos e está registrada no TSE com o número BR-05166/2022. A pesquisa foi contratada pela Folha.

A rejeição a Bolsonaro, que é de 54% na média, sobe para 65% entre moradores do Nordeste e cai para 40% entre evangélicos.

A rejeição do presidente também é menor do que a do restante da população entre empresários (31%), moradores do Centro-Oeste (43%) e entre quem ganha mais de 10 salários mínimos (47%).

O índice sobe entre jovens de 16 a 24 anos (63%), entre mulheres (57%) e estudantes (62%).

Já Lula, que marca 33% na média, chega a 56% entre quem ganha mais de 10 salários mínimos e tem rejeição de 29% entre estudantes.

O ex-presidente é menos rejeitado entre quem recebe Auxílio Brasil (21%), entre moradores do Nordeste (22%) e entre quem cursou o ensino fundamental (23%).

A rejeição do petista supera sua média entre empresários (56%), evangélicos (46%) e moradores do Centro-Oeste (45%).

O índice de rejeição de um candidato está atrelado ao seu nível de conhecimento pela população. Os nomes mais conhecidos, segundo o Datafolha, são Lula, Bolsonaro e Ciro Gomes.

Entre os entrevistados pelo Datafolha, 99% afirmaram conhecer Lula —70% o conhecem muito bem, 17% o conhecem um pouco e 12% só ouviram falar. Já 1% respondeu que não conhece o petista.

Em relação a Bolsonaro, a taxa de conhecimento é de 98%, enquanto 2% afirmam que não o conhecem. Responderam que conhecem bem o presidente 58% dos entrevistados, outros 23% o conhecem um pouco e 17% só ouviram falar.

Ciro é conhecido por 91%, seguido de Eymael, que tem taxa de conhecimento em 40% —ambos já disputaram a Presidência da República antes.

Janones, que tem forte atuação nas redes sociais, atinge um nível de conhecimento de 31%, seguido de Vera Lúcia, com 30%.

Tebet e D'Avila são conhecidos por 29% dos eleitores, indica a pesquisa, enquanto Bivar marca 26%, e Santos Cruz, 24%. Os menos conhecidos são Marçal (17%), Péricles (16%) e Manzano (14%).

Doria, que não está mais na corrida eleitoral, alcançou 81% de conhecimento.

« Voltar

ELEIÇÕES 2022

Hugo Motta afirma que Republicanos já apresentou nomes para vice de João Azevêdo

DENÚNICA

Veneziano denuncia vídeo apócrifo com fake news disseminado nas redes sociais

Veja também...

REVOLTA

Torcedores do Esporte de Patos se revoltam pela ausência do time na 2ª Divisão do Paraibano

DE CHEGADA

Corinthians anuncia Yuri Alberto por empréstimo

CONFIRMADO

Atores paraibanos são confirmados na novela de ‘Mar do Sertão’, da Globo