Compartilhe

Flamengo passa três jogos seguidos sem fazer gol depois de sete anos

Por Globo Esporte    Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2023


Flamengo não saiu do 0 a 0 com o Goiás na noite de quarta-feira, na Serrinha, e voltou a ficar um jogo sem marcar. Algo que já está virando rotina: esta foi a terceira partida consecutiva que o time de Jorge Sampaoli não conseguiu balançar as redes adversárias: antes, já tinha passado em branco contra Athletico-PR e São Paulo. Uma sequência tão ruim que não acontecia há sete anos.

A última vez que o Flamengo havia ficado três jogos sem marcar foi em março de 2016. Na época, o Rubro-Negro passou quatro partidas seguidas sem um gol sequer: perdeu por 1 a 0 para o Confiança na Copa do Brasil; empatou em 0 a 0 com o Fluminense no Carioca; foi derrotado por 1 a 0 pelo Athletico-PR na extinta Primeira Liga e perdeu pelo mesmo placar para o Volta Redonda no Estadual. A sequência foi interrompida por Marcelo Cirino no 1 a 1 com o Vasco.

 

Pedro em Goiás x Flamengo — Foto: Heber Gomes/AGIF

Pedro em Goiás x Flamengo — Foto: Heber Gomes/AGIF

Flamengo de Sampaoli não sabe o que balançar a rede desde a vitória por 2 a 1 em cima do Botafogo, no Nilton Santos, no dia 2 de setembro, quando inclusive foi beneficiado com um gol contra. Bruno Henrique foi o último jogador rubro-negro a marcar. A sequência negativa acontece logo depois de uma Data Fifa, mesmo com o técnico experimentando diferentes formações no ataque.

Formação do ataque do Flamengo

Adversário Ataque
Athletico (Brasileirão) Everton Cebolinha, Gabi e Pedro.
São Paulo (Copa do Brasil) Bruno Henrique, Gabi e Pedro.
Goiás (Brasileirão) Bruno Henrique e Pedro.

Foram três escalações no ataque nos últimos três jogos. Contra o Athletico, Sampaoli não podia contar com o suspenso Bruno Henrique, então optou por Everton Cebolinha ao lado de Gabigol e Pedro. O Flamengo foi dominado pelo Furação em Cariacica, mas conseguiu finalizar 13 vezes. Cebolinha foi responsável por cinco (só uma no alvo), Pedro por duas e Gabi arriscou apenas uma antes de ser expulso.

Para enfrentar o São Paulo, Sampaoli mudou mais uma vez a formação do ataque e, pela primeira vez, escalou o trio Bruno Henrique, Gabigol e Pedro. Nos 45 minutos iniciais foi possível perceber a dificuldade de aproximação entre os atacantes. O Flamengo terminou o primeiro tempo sem finalizar pela primeira vez na temporada. Na etapa final, o time conseguiu seis finalizações, porém, só uma do trio de ataque, feita por Pedro.

Pedro e Gabigol em Flamengo x Maringá — Foto: André Durão

Pedro e Gabigol em Flamengo x Maringá — Foto: André Durão

Gabigol não podia enfrentar o Goiás por conta da expulsão contra o Athletico, então, Sampaoli mexeu mais uma vez no ataque. Desta vez, o técnico voltou para a formação com dois atacante e escolheu Bruno Henrique e Pedro. No primeiro tempo, o Flamengo teve apenas uma finalização, mas terminou a partida com 10. Bruno Henrique e Pedro, juntos, arriscaram seis vezes (três cada um), mas apenas duas foram na direção do gol.

 

Desempenho preocupa antes da final

Se voltar mais no tempo, o Flamengo só fez gol em um dos últimos cinco jogos. E se considerar que um dos gols na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo foi contra, só Bruno Henrique estufou a rede uma única vez nessa sequência. E o desempenho ofensivo precário preocupa justamente no momento mais importante que sobrou para o Rubro-Negro na temporada: as finais da Copa do Brasil.

Flamengo perdeu o jogo de ida, no Maracanã, por 1 a 0, e vai precisar quebrar essa sequência ofensiva negativa no Morumbi para buscar o troféu. O Rubro-Negro terá que vencer por dois gols de diferença para ser campeão direto. Uma vitória pela diferença simples levará a disputa para os pênaltis. A partida será no próximo domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã

« Voltar

NEGOCIAÇÃO

Flamengo faz operação similar a de Pablo Marí com zagueiros; compare lucros

MUDANÇAS

Nova lei do impedimento é testada e irá para a International Board

Veja também...

NA PARAÍBA

UEPB abre seleção para provimento de vagas não preenchidas pelo SiSU 2024

EDUCAÇÃO

2º Festival de Pipas leva lazer e resgate de brincadeiras para crianças de Patos

NO SERTÃO

Alunos da Escola Cívico-Militar de Patos recebem novos uniformes