Compartilhe

Governo Bolsonaro exclui 57 mil famílias do Nordeste na transição para o Auxílio Brasil

Por Wscom    Terça-Feira, 30 de Novembro de 2021


Os secretários da Câmara Temática da Assistência Social do Consórcio Nordeste divulgaram uma nota em repúdio à exclusão de 57 mil beneficiários na transição do Bolsa Família ao Auxílio Brasil, novo programa assistencial do governo federal.

“Observa-se que a exclusão foi de 148.482 famílias, sendo que, desse total, 57.901 famílias são da região Nordeste, a mais prejudicada. O Nordeste possui as maiores taxas de desocupação e de pobreza extrema entre as cinco regiões do país, chegando a 16,7% em 2020”, diz o texto.

O presidente do Consórcio Nordeste, governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que vai buscar uma saída junto a Defensoria Pública Nacional dos Estados para contemplar as famílias que ficaram de fora.

De acordo com a nota “o cenário indica que o governo brasileiro avança na contramão de políticas que transfiram renda e promovam a redução das desigualdades”. O  Câmara Temática da Assistência Social do Consórcio Nordeste  também se dirige no texto aos parlamentares, prefeitos e governadores da região nordeste e à toda a população nordestina, onde afirma que “o Auxílio Brasil não reduz o quadro de desigualdades e desproteções, aprofundadas com a pandemia”.

« Voltar

HOMENAGEM

Pai usa música e esporte como inclusão e aprendizagem para filho com síndrome de down

HOMENAGEM

Em mensagem de Dia dos Pais, Lula pede que brasileiros não percam a esperança

Veja também...

ELEIÇÕES 2022

Seis prefeitos acompanham Taciano e anunciam apoio à Veneziano

ELEIÇÕES 2022

Deputado Taciano Diniz rompe com João e anuncia apoio a Veneziano para o Governo

ELEIÇÕES 2022

Campanha eleitoral começa amanhã: confira regras para candidatos e partidos