Compartilhe

MP pede condenação da igreja por abusos sexuais cometidos por padre na Arquidiocese da Paraíba

Por Mais PB    Quarta-Feira, 3 de Outubro de 2018


O Ministério Público da Paraíba pediu que Arquidiocese da Paraíba seja condenada e pague multa de R$ 286 mil em virtude de uma série de abusos sexuais cometidos por um padre, já falecido, contra cerca de 20 crianças e adolescentes. O processo tramita no Tribunal de Justiça da Paraíba.

O procurador Herbert Douglas Targino explicou que a igreja não pode ficar indiferente na responsabilidade civil nos atos praticados por seus representantes. Segundo ele, já há jurisprudência no Supremo Tribunal de Justiça que faz referência consolidando responsabilidade solidária da igreja.

“No nosso entendimento o padre, o homem da igreja, a maneira como ele se apresenta perante a comunidade de fiéis, representando a instituição é indubitável que a confiança desfrutada perante a sociedade desse líder religioso merece devida atenção. Os fiéis católicos o viam como representante da igreja”, explicou o procurador.

Conforme o procurador, a quebra da confiança enseja a responsabilidade civil solidária da Arquidiocese como medida reparadora de abalo moral. “E combatendo prática reprovável. Manifestamos pela indenização em função da atividade religiosa exercida, que vinculava o padre à igreja”, afirmou.

« Voltar

CRIME NA IGREJA

Mais de 300 padres católicos no Texas são acusados de pedofilia

DENÚNCIA GRAVE

Órgão do Vaticano no Brasil convoca arcebispo da PB após denúncias contra Arquidiocese

Veja também...

FARRA

Prefeito de Patos nomeia esposa de deputado e irmã de vereador com salário de quase R$ 7 mil

Bárbara Steil

Promete fazer muito marmanjo ir à loucura; veja

BOA NOTÍCIA

Chuva de 60mm banha Patos neste sábado