Compartilhe

Atriz é demitida por expressar visão bíblica sobre homossexualidade

Por Guia me    Sábado, 5 de Outubro de 2019


A atriz Seyi Omooba, 25 anos, perdeu o papel principal na pela “The Color Purple” por ter uma publicação antiga em seu Facebook falando sobre a homossexualidade segundo a Bíblia.

A peça é baseada no romance premiado de Alice Walker e seria encenada em Birmingham e Leicester, na Inglaterra.

Mas o ator Aaron Lee Lamberts denunciou a postagem que encontrou na redes sociais da atriz e ela perdeu o emprego, segundo informações do The Guardian.

No post, Omooba instou os cristãos a “dizerem a verdade” sobre a homossexualidade, escrevendo: “É claramente evidente em 1 Coríntios 6: 9-11 o que a Bíblia diz sobre esse assunto. Não acredito que você possa nascer gay e não acredito que a homossexualidade esteja certa. Eu acredito que todos pecam e caem em tentação, mas é pelo pedido de perdão, arrependimento e graça de Deus que vencemos e vivemos como Deus nos ordenou. O que significa que um homem deve deixar seu pai e mãe e se juntar a sua esposa, e eles se tornarão uma só carne. Gênesis 2:24″, escreveu.

Na postagem a jovem atriz também fala que Deus ama a todos, mas não concorda com as decisões que tomamos. “Cristãos, precisamos intensificar e amar, mas também contar a verdade da palavra de Deus”, acrescentou ela dizendo estar cansada do “cristianismo morno”.

Lambert usou essa publicação para provocá-la no Twitter, “Você ainda mantém este post? Ou você está feliz em permanecer hipócrita? Vendo que agora você foi anunciado como interpretando um personagem LGBTQ, acho que você deve uma explicação aos seus pares LGBTQ. Imediatamente”, escreveu.

O agente de Omooba entrou em contato com ela pedindo para que ela apagasse todos os comentários que ela já escreveu em suas redes que pudessem ofender a comunidade LGBTQ, mas ela se recusou e reafirmou seu direito de liberdade de crença e consciência.

“Eu realmente queria o papel, mas o que eles queriam que eu fizesse era completamente contra a minha fé. Eu não queria mentir apenas para manter um emprego”, revelou a atriz ao The Mail Online.

Agora ela está processando o Curve Theatre, em Leicester, e a Global Artists, pela quebra de contrato e por descriminção religiosa, como anunciou a BBC britânica. O Christian Legal Center confirmou no Facebook que apoiará seu caso representando a atriz nesse processo.

Filha de um pastor, Omooba disse ao MailOnline que ficou chocada ao descobrir que alguns consideravam seus comentários homofóbicos e disse que lutava para encontrar trabalho desde o incidente. Ela explicou em um vídeo no Facebook postado por Christian Concern que os responsáveis ​​por lançá-la como Celie sabiam sobre sua posição em relação a Deus, casamento e “muitas outras coisas que estão na Bíblia”.

« Voltar

FÉ EM DEUS

Aline Barros diz que não deixará de falar de Jesus na TV: 'É a minha essência'

Veja como ficou a oração a Irmã Dulce após a canonização

Veja também...

INSTAGRAM

Famosos pedem apoio ao Nordeste após manchas de óleo atingirem praias

REDES SOCIAIS

Internautas detonam participação de Maisa no Mais Você: ''Só isso?!''

MUDANÇA

Mariana Ferrão conta o verdadeiro motivo de ter saído da Globo: ‘’Teve que acabar’’