Compartilhe

Casal Bolsonaro arrasta Deus para o caso das joias após Cid abrir o bico

Por Mauro Sakamoto - UOL    Segunda-Feira, 11 de Setembro de 2023


Tão logo ficou claro que Mauro Cid fecharia uma delação premiada com a Polícia Federal, o que significa responsabilizar o antigo patrão, a família Bolsonaro passou a envolver na história quem não tem nada a ver com ela: Deus. Diante da acusação que Cid estaria fazendo a vontade de Jair e Michelle, o casal diz que está sendo perseguido por fazer a vontade de Deus.

Não adiantou Mateus (22:21), Marcos (12:17) e Lucas (20:25) alertarem para dar "a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus". O ex-presidente e a ex-primeira-dama lançaram mão de confundir as coisas como estratégia de defesa junto ao seu eleitorado.

Em um culto na quinta (7), Michelle Bolsonaro disse, aos prantos, enrolada em uma bandeira do Brasil, que ela e o marido estavam sendo "perseguidos e injustiçados". E misturou Fanta Uva com caldo de cana ao afirmar que "todos aqueles que tivessem Cristo como o Senhor salvador seriam perseguidos".

Ou seja, surrupiar joias que pertencem ao patrimônio do país, manipular registros de vacinação e incitar um violento golpe de Estado. Só isso já bate de frente com uns três dos dez mandamentos do capítulo 20 do livro de Êxodo.

E após Mauro Cid ganhar liberdade provisória, neste sábado (9), com a bênção judicial do ministro Alexandre de Moraes ao seu acordo de delação, o ex-presidente postou um vídeo reforçando a estratégia. Diz que ouve sempre três frases do povo: "Não desista"; "Deus te abençoe"; "Estamos orando por você".

Mesmo com todos os escândalos, Bolsonaro estava demonstrado resiliência junto ao seu público mais fiel diante de acusações como "genocida".

Mas com o escândalo das joias doadas por governos árabes ao Brasil, contrabandeadas, surrupiadas e vendidas a ricaços dos EUA, muitos fiéis bolsonaristas recolheram-se nas redes, evitando defender o presidente.

Ser pego surrupiando ouro e diamantes que pertencem ao povo não precisa de muita explicação, ao contrário de genocídio e golpismo. Qualquer cristão conhece bem o "não furtarás", tanto quanto a história do pecado de adorar um bezerro feito de ouro e joias contada em Êxodo 32.

Chega a dar uma certa náusea a comparação com pessoas imoladas em nome de sua fé ou do bem comum quando vemos que os escândalos do ex-presidente ocorreram em busca de dinheiro e poder. A estratégia, portanto, tem limites, uma vez que a náusea já se faz sentir entre parte daqueles que sabem o que significa dar "a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus".

Em tempo: entre junho e agosto, a aprovação de Lula entre os evangélicos aumentou de 44% para 50% e a desaprovação caiu de 51% para 46%, segundo pesquisa Genial/Quaest. É a primeira vez desde o inicio do mandato que a aprovação superou a desaprovação, tendo crescido em cima do eleitorado de Jair.

« Voltar

FÉ E DEVOÇÃO

Tríduo em honra a Santa Rita de Cássia começa neste domingo, no bairro Juá Doce, em Patos

NO SERTÃO

Diocese de Patos apresenta detalhes da Festa de Pentecostes 2024

Veja também...

EDUCAÇÃO

2º Festival de Pipas leva lazer e resgate de brincadeiras para crianças de Patos

NO SERTÃO

Alunos da Escola Cívico-Militar de Patos recebem novos uniformes

DESCOBERTA

Planeta do tamanho da Terra, considerado 'potencialmente habitável', é descoberto