Compartilhe

Cristãos doam mais a caridade do que não-cristãos, diz estudo

Por Gospel Prime    Domingo, 19 de Novembro de 2023


O estudo do “Estado da Bíblia nos EUA 2023″, da Sociedade Bíblica Americana, revela que praticantes cristãos têm maior propensão para doações de caridade do que não-cristãos. O capítulo sobre “Generosidade” revela padrões de doações de caridade com base na religiosidade e no envolvimento com as Escrituras.

Nesse sentido, em 2022, 68% dos lares americanos fizeram doações para instituições de caridade, representando um aumento em relação a 2021 (62%). Apesar do aumento, esse índice ainda está abaixo dos 69% registrados em 2019. A pesquisa identificou que uma porcentagem consideravelmente maior de pessoas “religiosamente engajadas” fez doações de caridade no ano passado em comparação com os “não engajados”.

De acordo com The Christian Post, considera-se “religiosamente engajada” aquela pessoa que frequentou pelo menos um serviço religioso nos últimos seis meses. Noventa e um por cento dos entrevistados que vivem em lares religiosamente engajados fizeram doações em 2022, enquanto 52% dos não engajados fizeram doações beneficentes.

Sendo assim, Lares engajados doaram, em média, $4.749, comparados com a média de $3.338 em lares não engajados. Participantes de serviços religiosos online têm maior propensão para doações de caridade.

Além disso, 95% dos participantes online e 87% dos participantes presenciais fizeram doações de caridade. Quando divididos entre cristãos praticantes e não praticantes, os praticantes deram mais para caridade do que os não praticantes.  95% dos cristãos praticantes fizeram doações, seguidos por 68% dos não praticantes e 51% dos não cristãos.

Desse modo, a média de doação entre os cristãos praticantes foi de US$5.350, caindo para US$3.806 entre os não praticantes e US$3.163 entre os não cristãos. A pesquisa classificou os entrevistados com base no nível de envolvimento com as Escrituras. Os envolvidos com as Escrituras tiveram a maior frequência de doações de caridade (92%), comparado com os desengajados pela Bíblia (54%).

Assim, o relatório “Estado da Bíblia nos EUA 2023” baseia-se em 2.761 respostas coletadas de 5 a 30 de janeiro. O diretor de ministérios da Sociedade Bíblica Americana, John Farquhar Plake, comentou sobre os resultados, destacando que não é surpreendente que pessoas investidas em sua fé cristã contribuam para a caridade.

Por fim, Farquhar Plake ressaltou a generosidade geral dos americanos e a importância de direcionar essa generosidade para impacto positivo nas comunidades que mais precisam. Uma próxima parte do relatório “Estado da Bíblia nos EUA 2023” está programada para ser lançada em dezembro.

« Voltar

SUCESSO

Will Smith lança sua primeira música gospel sobre manter a fé em meio às tempestades

COMPROMISSO

Organização relata desafios para levar Bíblias a cristãos perseguidos: 'Assumimos o risco'

Veja também...

FLAGRANTE

Apreendido em Patos carro roubado flagrado por câmeras da PM

ROMANTISMO

Falta um mês para o show de Fábio Jr. em João Pessoa

MAIS SAÚDE

Hospital Regional de Patos passará a contar com neurocirurgiões no começo de 2025