Compartilhe

Arqueólogos descobrem igreja de 1.500 anos com desenhos de peregrinos cristãos

Por Vicente Conserva    Sexta-Feira, 31 de Maio de 2024


Um grupo de arqueólogos descobriram uma igreja de 1.500 anos com desenhos de peregrinos cristãos, em Israel.

A descoberta foi feita durante uma escavação da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) em Negev. 

A escavação revelou as paredes da igreja, provavelmente construída cerca de 500 anos depois de Cristo. O templo ficava próximo a um porto no Mar Mediterrâneo.

Segundo os diretores da escavação arqueológica, peregrinos cristãos, rumo a Jerusalém e Belém, paravam na igreja durante a viagem. 

As paredes do prédio encontrado contém desenhos feitos pelos peregrinos, retratando navios, provavelmente feitos após os cristãos desembarcarem na região.

Peregrinações na Terra Santa


A igreja de 1.500 anos. (Foto: Facebook/Israel Antiquities Authority).

As peregrinações para visitar locais por onde Jesus esteve e aqueles citados nas narrativas bíblicas se tornaram cada vez mais comuns entre os cristãos da época, após a conversão do imperador romano Constantino nos anos 300.

“O local escavado conta a história do assentamento no norte do Negev no final do período bizantino e no início do período islâmico inicial”, explicaram os diretores da escavação, em comunicado da IAA.  

“Os peregrinos visitaram a igreja e deixaram a sua marca pessoal na forma de desenhos de navios nas suas paredes. O navio é de fato um antigo símbolo cristão, mas neste caso – aparentemente, é uma verdadeira representação gráfica de navios reais nos quais os peregrinos viajavam para a Terra Santa”, acrescentaram.

A Autoridade de Antiguidades de Israel afirmou que a igreja descoberta ficava perto de uma antiga estrada romana.

“Os peregrinos começaram a sua peregrinação seguindo as estradas romanas que conduziam a locais sagrados para a cristandade, como Jerusalém, Belém, os mosteiros nas colinas de Negev e no Sinai”, disseram os diretores.

“É razoável que a primeira parada deles depois de desembarcar dos navios no porto de Gaza tenha sido esta mesma igreja revelada em nossas escavações ao sul de Rahat”.

Para Eli Escusido, diretor da Autoridade de Antiguidades de Israel, a descoberta é surpreendente e intrigante.

“Abre uma janela para nós para o mundo dos peregrinos cristãos que visitaram a Terra Santa há 1.500 anos. Fornece evidências em primeira mão sobre os navios em que viajaram e o mundo marítimo da época”, declarou Eli.

« Voltar

TEMPO EXATO

Papa aconselha padres a serem ágeis e encurtarem homilia para que fiéis 'não cochilem'

POLÊMICA

Papa Francisco volta a dizer que há um ar de viadagem na Igreja

Veja também...

DECIDIDO

Ramonilson confirma que será candidato a prefeito e fala em rompimento com Priscila

CRIME NA REDE

Quais são os crimes de quem divulga o 'jogo do tigrinho'

LUTO

Prefeitura de Emas lamenta morte de três mulheres da cidade em acidente na BR-361