Compartilhe

Palmeiras faz bom jogo e enfim mostra evolução para a final

Por Globo Esporte    Segunda-Feira, 18 de Outubro de 2021


Demorou, mas o Palmeiras enfim voltou a fazer uma partida que dá esperança ao torcedor, principalmente pensando na final da Libertadores, contra o Flamengo, dia 27 de novembro.

Independentemente do resultado (vitória de 1 a 0 sobre o Inter), o Palmeiras jogou bem como há tempos não fazia, principalmente no primeiro tempo. Mostrou evolução na comparação com as últimas partidas e encerrou o jejum de sete jogos sem ganhar.

 

Jogadores do Palmeiras festejam vitória sobre o Inter — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Jogadores do Palmeiras festejam vitória sobre o Inter — Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Talvez as maiores diferenças tenham sido a intensidade e a vontade apresentadas desde o início. Marcando com muita pressão a saída de bola do Inter, com menos de cinco minutos o Verdão já tinha acertado a trave, com Marcos Rocha.

A saída de trás com três jogadores dessa vez contou com Felipe Melo pelo meio, entre os dois zagueiros. Geralmente um dos laterais faz esse papel. Com a mudança, o Palmeiras encontrou espaço pelos lados do campo.

Piquerez avançava até a linha central, deixando Dudu aberto à frente, enquanto Marcos Rocha, no outro lado, subia para fazer o papel de ponta. As principais chances foram criadas pelos lados.

Taison e Felipe Melo disputam jogada em Palmeiras x Inter — Foto: Marcos Ribolli

Taison e Felipe Melo disputam jogada em Palmeiras x Inter — Foto: Marcos Ribolli

Outro aspecto que deu certo foi a retomada da bola após perdê-la. O Palmeiras colocou pressão e intensidade quando ficou sem a posse, e isso gerou vários desarmes, inclusive no campo de ataque.

O principal problema do time na partida foi na famosa "segunda bola". A maioria dos rebotes e sobras ficou com o adversário. Assim, o Inter puxou contra-ataques, a única maneira em que conseguiu levar perigo.

E isso aconteceu também no segundo tempo, quando o Palmeiras ficou com um a mais desde os primeiros minutos, já vencendo por 1 a 0. Aliás, aí tem um outro ponto de atenção. A equipe jogou melhor no 11 contra 11 do que após a expulsão de Edenilson.

As alterações feitas por Abel Ferreira também colaboraram para o desempenho cair, já que aqueles que entraram não mantiveram o nível de atuação dos titulares.

Apesar desses detalhes, acredito que o Palmeiras tenha deixado uma impressão mais positiva, principalmente pelo que fez no primeiro tempo.

Diante da situação em que o time estava, o importante era ganhar. Mais do que isso, a equipe jogou bem em vários aspectos, que não apareciam em partidas anteriores.

Entre um erro ou outro, houve evolução. E é isso que o torcedor espera. Se o título está longe, o que importa é ganhar confiança e qualidade visando à final da Libertadores. Enfim, o Palmeiras conseguiu isso.

« Voltar

ESPERANÇA

Planos do Timão para 2022: Paulinho, centroavante e mais reforços

RESOLVIDO

Flamengo faz acordo com família de vítima do incêndio do Ninho; só falta uma

Veja também...

OPORTUNIDADE

Refis do ICMS é aberto e segue até o dia 30 de dezembro

APROVADO

TCE-PB aprova contas de 2015 da ex-prefeita Francisca Motta

MUDANÇAS

Novo decreto da Paraíba permite shows com 50% de público e exige comprovante de vacinação