Compartilhe

Rompimento da rede de distribuição causa falta d’água no Geraldo Carvalho, em Patos

Por Assessoria    Sexta-Feira, 17 de Setembro de 2021


A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) informa que o bairro Geraldo Carvalho, em Patos, esteve com o abastecimento de água suspenso devido ao rompimento da rede de distribuição, causado por uma máquina retroescavadeira, contratada pelos moradores de três ruas do bairro, para execução de uma obra, realizada sem consulta prévia ao setor competente da Cagepa.

De acordo com o subgerente de Operações da Regional das Espinharas, Elissandro Aragão, no último dia 15, a máquina fez uma escavação no local, quebrando a rede. E nesta quinta-feira (16), mesmo depois de serem alertados sobre a existência da tubulação e do procedimento a ser adotado para sondagem, os moradores insistiram no uso da retroescavadeira, que quebrou novamente a rede em outro trecho do bairro, deixando cerca de 500 famílias sem água momentaneamente.

A Cagepa foi acionada, mais uma vez, para resolver o problema do segundo rompimento da rede, o que comprometeu o abastecimento do bairro. Segundo Elissandro, os responsáveis pela obra deverão ser responsabilizados. “A Cagepa não vai disponibilizar a todo momento uma equipe para corrigir um problema provocado por terceiros, sem notificá-los. E o maior prejuízo, sem dúvidas, fica para os moradores da comunidade, que sofrem sem água nas torneiras durante horas, gerando desconforto e transtornos”, disse Aragão.

Mais uma vez o problema foi resolvido, para evitar o desperdício de água, que também pode comprometer o abastecimento de outras partes da cidade.

« Voltar

NO SERTÃO

São Mamede lança concurso de fotografia com ênfase para o potencial do turismo local

NO SERTÃO

Areia de Baraúnas realiza Conferência Municipal para discussão do Plano de Saneamento Básico

Veja também...

OPORTUNIDADE

Refis do ICMS é aberto e segue até o dia 30 de dezembro

APROVADO

TCE-PB aprova contas de 2015 da ex-prefeita Francisca Motta

MUDANÇAS

Novo decreto da Paraíba permite shows com 50% de público e exige comprovante de vacinação