Compartilhe

Médicos indicam sexo ou masturbação três vezes por semana para ajudar a eliminar pedras nos rins

Por Extra    Quarta-Feira, 14 de Setembro de 2022


Fazer sexo ou se masturbar três vezes por semana pode ajudar a eliminar as incômodas pedras nos rins. É o que sugere um novo estudo feito por pesquisadores da Universitas Airlangga, na Indonésia, e publicado no The Journal of Sexual Medicine.

No estudo, os médicos urologistas notaram que a contração e relaxamento do colo da bexiga — que acontece durante o orgasmo e a ejaculação — facilita a eliminação das pedras no rins. Isso ocorre porque, à medida que os músculos relaxam, a urina é estimulada a passar pela uretra, juntamente com as pedras nos rins.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, uma a cada dez pessoas no país sofre com pedras nos rins. Quando ficam muito grandes, os cálculos podem se tornar extremamente dolorosos e geralmente é necessária cirurgia para removê-los. O procedimento usa um laser para quebrar a pedra em pequenos pedaços para que ela possa passar naturalmente naturalmente pela uretra. Pode-se usar métodos para remover manualmente a pedra.

Enquanto isso, aqueles que sofrem de pequenas pedras — que ainda podem causar desconforto — são encorajados a beber muitos líquidos e tomar medicamentos chamados alfa-bloqueadores que ajudam as pedras a passar naturalmente relaxando os músculos do trato urinário. Mas com a descoberta do estudo, os médicos da Indonésia começaram a prescrever o sexo e a masturbação para eliminar os pequenos cálculos renais.

No estudo, os médicos pesquisadores revisaram cinco estudos sobre o tema. Os trabalhos incluíram ao todo 406 participantes. Em todos os estudos, os voluntários foram instruídos a fazer sexo ou se masturbar três ou quatro por semana ou se abster de qualquer atividade.

Os resultados mostram que a taxa de expulsão foi 5,7 vezes maior no grupo que praticava atividade sexual, no período de duas semanas. Além disso, quem era sexualmente ativo expeliu as pedras mais rapidamente, nas quatro semanas de avaliação. Enquanto isso, o número de pessoas que precisam de alívio da dor devido a cálculos renais foi 62% menor no grupo que fazia sexo ou se masturbava, em comparação com aqueles que não tinham nenhuma prática sexual.

"Realizar relações sexuais ou masturbação três a quatro vezes por semana é benéfico para promover a expulsão espontânea de cálculos ureterais distais. Também poderia reduzir o uso de injeções analgésicas e a necessidade de litotripsia (circurgia para diminuir o tamanho da pedra)", concluíram os autores no estudo.

« Voltar

REVELAÇÃO

Lápide da Rainha Elizabeth II é oficialmente divulgada por Palácio de Buckingham

ESPETÁCULO

Tumor com cerca de 46 kg é retirado de mulher em cirurgia de emergência

Veja também...

EXUBERANTE

Paraibana Flay exibe corpão escultural de biquíni

LUTO

Inacinho Sanfoneiro morre de infarto aos 57 anos em Patos

ELEIÇÕES 2022

Ricardo Coutinho participará do pleito e poderá ser votado, diz defesa do ex-governador