Compartilhe

Gestão Bonifácio supera a de Dinaldo com gastos com pessoal e já tem mais de 1 mil contratados

Por Vicente Conserva - 40 Graus    Domingo, 10 de Março de 2019


Ao assumir o mandato de forma interina em meados de agosto do ano passado, o prefeito de Patos-PB, Bonifácio Rocha, adotara um discurso de austeridade, prometendo cortes drásticos na máquina pública. Apesar dos cortes pífios iniciais, o que se viu ao longo desses quase 7 meses de governo não foi nada do prometido, e sim, o inchaço sem controle da Folha de Pagamento.

Uma pesquisa feita pelo Portal 40 Graus no Sagres do Tribunal de Contas da Paraíba e Portal da Transparência, é possível verificar que a farra de contratações no governo atual supera e muito seu colega de palanque Dinaldo Filho.

De acordo com informações contidas no Portal da Transparência, a última folha paga no governo Dinaldo, mês de julho de 2018, chegou a R$ 8.838.354,91, para pagamento de 3.737 servidores, contando comissionados, efetivos e contratados.

Em fevereiro de 2018, ainda na gestão Dinaldo Filho, o gasto com folha de pagamento da Prefeitura de Patos era de R$ 8.374.598,44 para 3.477 servidores.

Um ano depois, em fevereiro de 2019, os gastos subiram para R$ 9.600.890,24, ou seja, um aumento de R$ 1.226.292,00, o equivalente a mais de 13% a mais com despesas de folha de pessoal.

Veja abaixo os números do último mês de Dinaldo:

 

Folha Comissionados de Julho – 2018

Servidores:

451

 

Total Salários Base:

R$1.048.969,31

Total Vantagens:

R$1.048.969,31

 

Folha Contratados de Julho  – 2018

Servidores:

938

 

Total Salários Base:

R$1.678.371,66

Total Vantagens:

R$1.678.371,66

 

Folha Geral de Julho  – 2018

Servidores:

3.737

 

Total Salários Base:

R$8.838.354,91

Total Vantagens:

R$8.838.354,91

 

Ao longo desses 7 meses, os valores só subiram, apesar dos cortes iniciais, bem como o número de servidores subiu consideravelmente, sobretudo de contratados que saltou de 938 em julho de 2018, para 1113 funcionários por excepcional interesse público em fevereiro de 2019, 175 a mais que na gestão Dinaldo.

Se a gestão Dinaldo pagava uma quantia de R$1.678.371,66 aos contratados, o governo Bonifácio tem sido mais generoso gastando R$1.886.352,08 com os mais de 1.000 apadrinhados.

A folha de pagamento de pessoal, em fevereiro de 2019, subiu para R$ 9.600.890,24, ou seja, um aumento de R$ 762.535, o equivalente a quase 10% a mais com despesas de folha de pessoal para 3.968 servidores. A folha de julho na gestão Dinaldo foi de R$ 8.838.354,91.

A gestão Bonifácio já tem 231 servidores a mais que a gestão Dinaldo, sem contar os mais de 300 terceirizados que não entram na conta.

O que teria levado a máquina pública inchar tanto nos últimos meses? Esta é a pergunta que todos fazem e um dos fatores podem ser as diversas nomeações de familiares de vereadores e até mesmo do Deputado Estadual aliado Érico Djan.

Folha Geral de Fevereiro - 2019

 

Servidores: 3.968

 

Total Salários Base: R$9.600.890,24

Total Vantagens:

R$9.600.890,24

 

 

 

Folha Efetivos de Fevereiro - 2019

Servidores: 2.255

 

Total Salários Base: R$6.570.907,43

Total Vantagens:

R$6.570.907,43

 

Folha Comissionados de Fevereiro - 2019

Servidores:

353

 

Total Salários Base:

R$887.041,00

Total Vantagens:

R$887.041,00

 

 

Folha Contratados de Fevereiro - 2019


Servidores: 1.113

 

Total Salários Base: R$1.886.352,08

Total Vantagens:

R$1.886.352,08

 

« Voltar

PREJUÍZOS

João Azevêdo veta projeto de Nabor que obrigava placas explicando paralisação de obras

BOA NOTÍCIA

João Azevedo apresenta à Secretaria da Aviação Civil projeto de construção do Aeroporto de Patos

Veja também...

Bruna Jaeger

Super ousada, ela faz o ensaio faz quente do ano

NA PARAÍBA

Pesquisador da UFPB cria aplicativo para facilitar tratamento de crianças autistas

NA CAPITAL

Prefeito de Malta entrega autorização das doações da população ao Hospital Laureano