Compartilhe

Justiça Eleitoral de Patos proíbe adesivaço do candidato Ramonilson Alves por conta da aglomeração

Por Redação 40 Graus    Domingo, 27 de Setembro de 2020


A juíza da 28ª Zona Eleitoral, Anna Maria do Socorro Hilário, atendeu a representação do Ministério Público Eleitoral e proibiu a primeira atividade política da Coligação “Pra Devolver Patos ao Povo”, que tem como candidatos a prefeito e vice de Patos-PB, Ramonilson Alves e Umberto Joubert, respectivamente, para evitar aglomeração.

O adesivaço aconteceria no Terreiro do Forró, neste domingo, às 16h, e paralelo ao evento um encontro de carros de som.

A juíza atendeu ao pedido de Tutela Antecipada Inibitória e proibiu a atividade sob pena de multa de R$ 100 mil caso a determinação fosse descumprida.

Outro evento já proibido foi a passeata que estava programada para 14 de outubro.

NOTA

A coligação Para Devolver Patos ao Seu Povo, vem por meio desta, informar que cumpriu imediatamente com a determinação da Justiça Eleitoral, cancelando o evento: Adesivaço da Honestidade ás 16hrs30.

Com isso, as pessoas que participariam do momento se dispersaram e ficaram alocadas espontaneamente em locais diversos da cidade de Patos. Manifestações de apoio voluntárias foram feitas à coligação sem a estrutura dos idealizadores do evento e com a ausência dos candidatos a prefeito e vice-prefeito, Juíz Ramonilson e Dr. Umberto Joubert. É válido reforçar então que após o cancelamento do adesivaço, a população tomou destinos que a coligação não indicou e portanto, não se resonsabiliza.

« Voltar

NA PARAÍBA

Governador da Paraíba lança projeto que permitirá abertura e extinção de empresas pela internet

ELEIÇÕES 2022

Pesquisa Instituto Paraná-Veja aponta polarização e empate técnico entre Bolsonaro e Lula

Veja também...

LIBERTADORES

Flamengo viaja para o Chile com 5 desfalques e de olho na vaga antecipada

CARIOCA 2021

Flu vence e decidirá título do Carioca contra Flamengo

NO SERTÃO

Nacional Atlético Clube de Patos anuncia a contratação de mais três atletas