Compartilhe

Policia Civil autua quatro pessoas por furto de energia na cidade de Patos

Por Redação 40 Graus com ASCOM PC    Quarta-Feira, 9 de Outubro de 2019


Nesta quarta-feira(09), por volta das 09hs, a ENERGISA realizou, na cidade Patos/PB, fiscalização de rotina com o objetivo de combater o desvio de energia elétrica, o famoso “gato”, existente em construções clandestinas, com o apoio da Policial Civil do Estado da Paraíba e do Instituto de Policia Científica.

Foram fiscalizadas cinco construções clandestinas, sendo duas no bairro Luar de Angelita, uma no bairro Jardim Magnolia, uma no bairro dos Estados e outra no bairro Luar do Campestre, todos na cidade de Patos.

Quatro pessoas responsáveis pelas construções foram conduzidas para o Núcleo de Roubos e Furtos de Patos, sendo elas: Jackson Figueiredo Leite, Jankellyson Gabriel de Medeiros Silva, Marco Antonio Pereira e Jorlando Pereira Alves, onde foram autuados por furto de energia elétrica.

A ação foi iniciada após denúncias de moradores e com o monitoramento pelo Centro de Inteligência em Combate a Perdas da Energisa, onde foi possível chegar nas unidades. Estima-se que em Patos a perda anual de energia, devido a irregularidades de medição, é de aproximadamente 11 GWh, energia suficiente para atender cerca de 4,6 mil residências da cidade, durante 12 meses.

O delegado Núcleo de Roubos e Furtos de Patos, Elcenho Engel Leite, disse que o desvio de energia elétrica é considerado furto, de acordo com o artigo 155, § 3º, do Código Penal Brasileiro, tendo cominado uma pena de um a quatro anos de reclusão, além de multa.

Elcenho Engel disse ainda que foi requisitado a realização de exame pericial por parte do IPC nos locais aonde havia os desvios de energia elétrica, tudo com o objetivo de amparar a investigação com prova material, já que as autorias delitivas já estavam identificadas.

Também foram apreendidos várias extensões clandestinas de energia elétrica que saiam dos postes da concessionária Energisa. Que os autuados foram colocados em liberdade provisória mediante o pagamento de fiança, e irão responder o inquérito policial em liberdade.

« Voltar

NO SERTÃO

Vereador de Tavares é espancado e acusa equipe da prefeitura

NO SERTÃO

Bandidos arrombam casa de agricultor e furtam R$ 18 mil em Conceição

Veja também...

INSTAGRAM

Famosos pedem apoio ao Nordeste após manchas de óleo atingirem praias

REDES SOCIAIS

Internautas detonam participação de Maisa no Mais Você: ''Só isso?!''

MUDANÇA

Mariana Ferrão conta o verdadeiro motivo de ter saído da Globo: ‘’Teve que acabar’’