Compartilhe

Golpistas fingem ser funcionários do Detran-PB para venderem carros pelo WhatsApp

Por WsCom    Terça-Feira, 15 de Maio de 2018


A Secretaria da Segurança e da Defesa Social da Paraíba alerta a população para um novo golpe realizado pelas redes sociais e que envolve o nome do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB). Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil da Paraíba, a partir de registros de Boletins de Ocorrência verificados na 3ª Delegacia Distrital, em João Pessoa, e por meio do serviço 197 – Disque Denúncia.

De acordo com o delegado geral adjunto da Polícia Civil, Isaías Gualberto, o golpe consiste no envio de mensagens por meio de aplicativos de celular, partindo de um destinatário que se identifica como servidor do Detran-PB, propondo a retirada de multas de trânsito e a facilitação de venda ilegal de veículos em leilão, assim como a confecção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). “De acordo com as investigações, há registros de golpes semelhantes nos estados de Amazonas, Amapá, Acre, Mato Grosso, Tocantins, Espírito Santo e Maranhão. É importante frisar que o Departamento de Trânsito não se utiliza desses meios e que o remetente dessa mensagem não é servidor do órgão”, explicou o delegado.

Os registros dessas ocorrências também estão sendo acompanhados pela Corregedoria Geral de Polícia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. Qualquer informação deve ser registrada nas Delegacias de Polícia Civil ou repassada pelo Disque Denúncia – 197, que garante o sigilo da identidade do denunciante, com ligação gratuita.

« Voltar

MAIS ALTO

Preço do gás de cozinha terá reajuste de R$ 5,00 na Paraíba

INVESTIMENTO

Número de academias de ginástica cresce 109% em 4 anos na Paraíba

Veja também...

ELEIÇÕES 2018

Haddad sobe 11% na nova Pesquisa Ibope e já está empatado com Bolsonaro no segundo turno

SEM MUDANÇAS

Lomba banca Barbieri no Flamengo, ainda busca coordenador e garante autonomia nas decisões

PREÇO ALTO

Prefeito de Patos promete a empresários revisar pontos cruciais do Código Tributário