Compartilhe

Apreensão de 42 carros locados a Prefeitura de Patos deixa população atônita

Por Redação 40 Graus com Patos Verdade    Sábado, 9 de Junho de 2018


Pegou todo mundo de surpresa, inclusive a Gestão Dinaldo, a ordem de busca e apreensão de 42 veículos da empresa da D&R Locadora de Veículos LTDA, por meio de mandado de busca e apreensão expedidos pela juíza Isabela Joseane, da 7ª Vara da Comarca de Patos, no Sertão da Paraíba, em favor da empresa Consórcios Rodobens que cobra uma dívida na Justiça contra a D e R pela compra de tais veículos.

O Oficial de justiça João Gabriel Rocha que fez cumprir o mandado de busca e apreensão, explica que a Prefeitura de Patos não tem nada a ver com a ação judicial movida pelo Consórcio Rodobens contra a Empresa Locadora de Veículos D&R. "É o cumprimento efetivo de um cumprimento de busca e apreensão de um mandado judicial. A Locadora é a prestadora de serviços do município de Patos.

O advogado Eduardo Peres, disse que os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Patos e João Pessoa, em parceria com os escritórios Peres & Advogados e Lima & Rocha, representantes do Consórcio Rodobens, que tem um contrato de alienação fiduciária com a D&R locações. Na realidade são 42 veículos ao todo com determinação para busca e apreensão segundo apurou nossa reportagem.

Inicialmente, a informação era de 26 carros locados, mas o represente da Rodobens admitiu que seria na verdade, 42 veículos locados de diferentes modelos. O pátio da Prefeitura e adjacências ficaram repletos de veículos apreendidos. Muitos carros não foram localizados incialmente sob a informação de que estavam viajando.

Ele descartou qualquer procedimento político na ação judicial. "Trata-se de um contrato de alienação fiduciária no qual a prestadora de serviço contratada pelo município ficou inadimplente com o banco e essa operação é para realizar busca e apreensão dos veículos da Locadora de Veículos D&R", concluiu Peres.

O assessor jurídico da Prefeitura de Patos, advogado Felipe Palmeira, esclarece o motivo da ação judicial de busca e apreensão dos veículos locados ao município. "A Empresa Locadora D&R fez o financiamento dos seus veículos e não fez o repasse dos pagamentos da financeira. Então, a financeira entrou com uma ação de busca e apreensão na justiça, em João Pessoa, o juiz determinou a busca e apreensão dos veículos devido ao não repasse da empresa", esclareceu Palmeira.

O gerente de transportes de veículos municipais, Wergniaud Neto, informou ao Patosverdade.com que os veículos da Locadora D&R locados ao município alvo do mandado de busca e apreensão prestavam serviços à Ação Social, Saúde, Educação, Infraestrutura, Serviços Públicos, Sttrans, Centro Administrativo e PROCON.

Na cidade, não se falou em outra coisa durante esta sexta-feira(08). Nas ruas a população reprovou o fato e todos perguntados pela reportagem acham que a Prefeitura não deveria locar veículos, e sim, compra-los para fazerem parte do patrimônio. “É imoral o que está acontecendo em nossa cidade. Cada dia é um escândalo novo. Essa gestão gastar tudo isso para locar carro”, disse Antônio Sousa nas ruas.

Já Edmilson Mamede Costa, vendedor ambulante, criticou a gestão dizendo que é preciso que haja uma investigação sobre o caso. “A população quem tá pagando essa conta né meu amigo”, disse.

Muitos nas ruas perguntam o que vai acontecer a partir de agora.

« Voltar

CAOS TOTAL

SINFEMP aciona MPE contra Secretaria de Educação de Patos por conta de fechamento de EJA

Moradores de São José de Espinharas são surpreendidos por chuva de granizo

Veja também...

NA PARAÍBA

Perícia do IML indica que houve execução dos trabalhadores Sem Terra

NO SERTÃO

PM descobre presos escavando buraco em cela e impede fuga em Piancó

POLÊMICA

MPE investiga nova triagem feita com pacientes do SAMU no Complexo Hospitalar Regional de Patos