Compartilhe

Empresa Educa lança nota sobre concurso da Prefeitura de Patos, mas não esclarece questões pontuais

Por Vicente Conserva - 40 Graus    Quarta-Feira, 10 de Outubro de 2018


A Educa Assessoria Educacional LTDA lançou uma nota na tarde desta quarta-feira, dia 10, pouco detalhada sobre as questões que envolvem o adiamento do Concurso 2018 da Prefeitura de Patos.

Apesar da nota comentar alguns dos motivos do adiamento, as reais preocupações dos concurseiros continuam sem explicação, como por exemplo, como garantir a participação dos candidatos em outra data sem planejamento algum e no dia de outros certames.

A empresa pouco se referiu a verdadeira celeuma criada por conta das questões financeiras e que entravam a realização do certame. A empresa quer uma readequação no contrato por valor do concorrente associado ao custo do concurso.

A Educa alega que diante do número maior que não foi previsto no contrato de inscritos, a empresa terá um custo maior para realização do mesmo, e que portanto, precisa ajustar tais valores.

A Prefeitura de Patos ainda não deu sinalização que irá rever o contrato e aditivar os valores que seria de R$ 56,66 por candidato. Cerca de 15.700 pessoas se inscreveram no certame e a EDUCA agora defende que os valores devem ser reajustados.

Eis a nota:

 

A EDUCA ASSESSORIA EDUCACIAONAL LTDA, na qualidade de Empresa contratada para planejamento, organização e execução do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Patos – PB, em respeito aos 15.790(quinze mil setecentos e noventa) candidatos inscritos, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1. Que a Empresa tem total compromisso com a lisura e transparência do Certame, e está vigilante a qualquer fato que possa atentar contra a idoneidade e a Capacidade Técnica e Operacional em realizar o Concurso da Prefeitura Municipal de Patos - PB;

2. Que a Empresa tem todo respeito e apreço pelo Excelentíssimo Senhor Prefeito e sua Equipe, demonstrado durante os diálogos presenciais que aconteceram nos últimos 30 dias, na busca de resolver questões administrativas e financeiras do Concurso Público;

3. Que todos os atos praticados até o presente pela empresa Educa Assessoria, obedeceram requisitos legais, a exemplo da Retificação de Edital, que é praxe em todo e qualquer Certame e está previsto no Edital nº 001/2018, no item 16.19. “Qualquer item do Edital poderá sofrer alterações ou atualizações, enquanto não consumada a providência ou evento que lhes disser respeito, ou até a data da convocação dos candidatos para a etapa correspondente, circunstância que será mencionada por meio de Edital a ser publicado”;

4. Que o CRONOGRAMA PROVISÓRIO divulgado com a Programação das etapas do Concurso é passível de mudanças para adaptar ao PLANEJAMENTO OPERACIONAL/LOGISTICA, tendo em vista que os inscritos foram 12.290(doze mil duzentas e noventa) a mais do que estava previsto no Termo de Contrato nº 188/2018, e que exige adaptação contratual de custos para atender a demanda de infraestrutura física, mobiliário e do local aonde serão realizadas as Provas Objetivas;

5. Que pela proximidade do dia 21/10/2018, e não ter sido deliberado questões de ordem administrativa e financeira, e considerando a prerrogativa e responsabilidade da Empresa para executar o Certame, foi feito EDITAL DE RETIFICAÇÃO e NOVO CRONOGRAMA de etapas das Provas Objetivas e dado ciência a Prefeitura de Patos, por meio do Ofício de nº 37, relatando os fatos que provocaram as mudanças.

Reafirmo, outrossim, o compromisso que qualquer alteração do processo em curso será publicado no site www.educapb.com.br

Por fim, tranquilizamos os candidatos inscritos, informando que na busca de garantir a segurança jurídica do certame, todos os procedimentos realizados para as adequações contratuais à demanda do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Patos estão sendo acompanhados pela Equipe Técnica da Prefeitura, Pelo Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado da Paraíba.

 

« Voltar

IMORAL

Sttrans de Patos pinta faixa de pedestre em 'X' e conserta erro após denúncia do 40 Graus

POLÊMICA

Projeto de lei quer que mulheres se afastem do trabalho por três dias do mês durante menstruação

Veja também...

CONFIRMADO

Bolsonaro visita Pernambuco na próxima sexta e se reunirá com João Azevêdo e governadores do Nordeste

PREOCUPAÇÃO

Número de feminicídios em abril sobe 50% em relação ao primeiro trimestre de 2019, na Paraíba

CARAS E BOCAS

Luxemburgo chuta esparadrapo, gesticula e sofre na estreia no Vasco