Compartilhe

Curva de casos de Covid-19 em Patos ainda não desceu como afirmou a secretária de Saúde

Por Vicente Conserva - 40 Graus    Sábado, 11 de Julho de 2020


Apesar da secretária de Saúde de Patos, Francisca Lavor, ter afirmado que o município tem registrado uma curva decrescente de casos de Covid-19 nos últimos dias, não é isto que mostram os números entre junho e julho.

Segundo levantamento do Portal 40 Graus, nos últimos 10 dias de junho, foram registrados em Patos 388 casos, enquanto que nos primeiros dez dias deste mês já são 387 novos infectados por coronavírus.

A efêmera diferença de um caso não pode ser apontada como curva decrescente da pandemia no município.

Se formos comparar os dez primeiros dias de junho e julho, vamos observar que também a curva não desceu. Neste período de junho foram 323 novos infectados, enquanto que em julho já são 387.

A verdade é que desde o final de maio o município adotou a política de não mais mostrar os dados dia a dia já que a testagem nos sábados e domingos cai, e consequentemente uma queda no número de casos confirmados, gerando assim uma subnotificação destes.

No último final de semana, por exemplo, a Secretaria de Saúde revelou que foram registrados 53 novos casos, isso contando três dias, sábado, domingo e segunda-feira. Somente na terça-feira foram contabilizados mais 42 casos. A conta não fecha.

Enquanto a média dos três dias citados foi de 17,6 casos, o da terça já pulou para 42, quarta (43), quinta (51) e sexta (41).

Os números oficiais da Secretaria de Saúde de Patos mostram ainda que de março a junho a curva só subiu numa crescente preocupante. Apesar de não ter tido aumento no número de casos do período comparado, não é possível ainda dizer se chegamos ou não no pico.

No mês de março foi registrado o primeiro caso, outros 18 em abril, e em maio começou a curva ascendente com 603 novos infectados, mais 1.069 em junho e agora até o dia 10 de julho, 387.

Mesmo assim, para a secretária, o pico da pandemia na cidade foi nos meses de abril e maio, quando foram registrados 621 casos. No entanto, os dados mostram que foi em junho o mês mais crítico com 1.069 casos e julho com 387 casos já.

Ainda para gestora o que demonstra a descida na curva seria a queda no número de atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que segundo ela, vem registrando uma movimentação satisfatória de pacientes suspeitos e infectados nos últimos dias.

A secretária ainda apontou como demonstração da descida no número de casos o índice de recuperados. De 2.078 infectados, 621 se recuperaram, ou seja, 29,88%.

No entanto, ainda existem 1.396 pacientes em recuperação ou internados ou em isolamento social. Ou seja, 67,17% estão buscando a cura da Covid-19.

Ao contrário do que disse a secretária, no dia 30 de junho Patos registrava um índice de 30,92% dos casos confirmados que estavam recuperados, ou seja, dos 1.691 infectados, 523 pacientes haviam se recuperado, um índice um pouco melhor que agora até.

A média diária nos dez primeiros dias do mês de julho é de quase 39 notificações.

« Voltar

TRAGÉDIA

Brasil supera 100 mil mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa

NA PARAÍBA

Paraíba tem 89.893 casos de Covid-19 e 1.983 mortes pela doença até este sábado

Veja também...

NA PARAÍBA

Flexibilização na pandemia: Patos continua com bandeira amarela

É CAMPEÃO

Palmeiras é campeão nas penalidades após Timão igualar no fim

TRAGÉDIA

Brasil supera 100 mil mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa