Compartilhe

Prefeito Nabor assina decreto municipal que autoriza adoção de ensino híbrido em Patos

Por Assessoria PMP    Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021


Foi na presença de representantes do poder legislativo, secretários municipais e proprietários de escolas da rede privada da cidade que o prefeito Nabor Wanderley assinou, na manhã desta quinta-feira (21), o decreto municipal que estabelece as diretrizes operacionais para a retomada parcial das aulas presenciais em instituições de ensino básico.

As diretrizes são um conjunto de ações estratégicas que objetivam orientar a volta às aulas presenciais gradativamente, propondo protocolos mínimos para tomada de decisões, sendo o seu processo de implantação em total consonância com as legislações nacional, estadual, municipal e demais normativas vigentes.

Neste primeiro momento a retomada será nas instituições da rede privada de ensino, que terão de se adequar de forma estrutural para atender às recomendações sanitárias necessárias para o fornecimento de um ensino híbrido, sendo parte presencial e parte remota.

“É um momento importante, mas é um momento de muita responsabilidade para todos nós. As escolas precisam voltar a funcionar, a economia precisa voltar a funcionar e a educação precisa voltar a funcionar de uma forma responsável e é isso que o nosso decreto representa. Foi discutido com os setores da educação, pela Procuradoria do Município, que deu parecer para que a gente pudesse assinar esse decreto, pela Secretaria de Educação, pelos órgãos de fiscalização da Vigilância Sanitária, Vigilância Epidemiológica, do PROCON, enfim todos participaram para que a gente pudesse estar nesse momento,” disse o prefeito de Patos, Nabor Wanderley.

De acordo com o procurador geral do município, Dr. Alexsandro Lacerda, a viabilidade dessa retomada gradativa das aulas presenciais se dá em decorrência da análise de um inquérito sorológico do município, onde Patos avançou para a bandeira amarela.

assinatura de decreto (2)

“Inicialmente gostaria de relatar que Patos teve uma evolução nos últimos momentos sobre os inquéritos sorológicos, onde avançamos para a bandeira amarela, o que nos possibilitou lançar a discussão e, posteriormente, publicar o decreto municipal de possibilidade de retorno das aulas de forma presencial no sistema híbrido. As diretrizes estabelecidas se organizam em quatro pilares: organização administrativa, orientações sanitárias, organização pedagógica e acolhimento socioemocional,” comentou o procurador.

A gestora do Colégio Cristo Rei, Irmã Aparecida Gracielle, considerou o momento como um marco histórico e uma conquista. E destacou a importância do retorno, mesmo que híbrido, tendo em vista que o papel da escola é assegurar que o processo de aprendizagem aconteça independente do formato de ensino.

“É um momento de conquista, um momento histórico na cidade de Patos e para as escolas, porque entendemos a educação como um serviço essencial. Como o retorno será de forma híbrida, a decisão vai ser sempre da família, o papel da escola é assegurar que o processo de aprendizado aconteça seja de forma remota, de forma presencial, de forma online ou de formas que a escola reinvente caminho do aprendizado. Com a pandemia o que a escola mais fez foi redesenhar possibilidades, pois o ensino não pode parar. É um momento histórico, um momento importante, e nós somos conscientes de que esse passo, além de ser um marco, ele multiplica as nossas responsabilidades, porque continuaremos o processo e iniciaremos um ano letivo com pandemia,” relatou a gestora escolar.

« Voltar

MUDANÇAS

WhatsApp libera chamada de voz e vídeo pelo computador

NO SERTÃO

Filho de vereadora que morreu de Covid em Teixeira é internado com 50% dos pulmões comprometidos

Veja também...

NO SERTÃO

Mãe do patoense Pedro Neto mostra indignação e clama por justiça para morte do filho assassinado

DECRETO

Atacado por religiosos, governador reage sobre fechamento de igrejas

MUDANÇAS

WhatsApp libera chamada de voz e vídeo pelo computador