Compartilhe

Bandas da PB têm álbuns de samba-funk, indie pop e mais

Por Portal Correio    Segunda-Feira, 1 de Outubro de 2018


A música da Paraíba, que sempre revelou grandes nomes como Jackson do Pandeiro, Cátia de França, Sivuca, Zé Ramalho e Chico César, continua de vento em popa com a força de uma nova produção em tempos digitais. Basta ver e ouvir os grupos que lançaram trabalhos nos últimos tempos para constatar que há uma qualidade e diversidade inegáveis. Confira abaixo um pouco mais dos lançamentos recentes vindo das bandas da Paraíba, que vão do Samba-Funk, passando pelo Indie Pop, Trip Hop, entre outros estilos.

Eu Não Sou Boa Influência Pra Você – Seu Pereira e Coletivo 401

O maior nome da nova cena musical independente do estado surgiu em 2009 e lançou seu 2º álbum no final de 2017, financiado de forma colaborativa pelos fãs, registrando até o momento a marca de mais de 400 mil views orgânicos no Youtube.

Apesar do título, o grupo vem influenciando muita gente e o público que geralmente lota seus shows cantando a plenos pulmões são um termômetro da sua força poética pautada na vida cotidiana. A banda não só está preparada para os mais importantes palcos do país como já passou por alguns: Virada Cultural de SP, WebFestValda no Circo Voador, Festival de Inverno de Garanhuns, Dosol, Recbeat e Showlivre.

Trilha – banda-fôrra

Sem dúvidas a banda que mais cresceu no último ano na Paraíba. Com uma sonoridade híbrida que utiliza elementos brasileiros com a universalidade do rock psicodélico e da música pop, a banda-fôrra surgiu em 2014, lançou 1 EP homônimo em 2015 (indicado pelo site Popload como Radiohead tropical) e o álbum Trilha em janeiro de 2018, lançado com um show gratuito ao ar livre, onde também gravaram seu primeiro DVD Trilha Ao Vivo. Em seguida fizeram uma turnê e uma intensa agenda de mídia pelo Sudeste do país, lançaram uma série de oito Lyric Videos para cada uma das faixas do álbum e o Videoclipe oficial da música Apego.

12:00 – Rieg

O álbum visual 12:00, lançado em março de 2018, é um trabalho conceitual composto por um disco e um filme de autoria da banda Rieg, formada por um alemão-americano e dois paraibanos. Juntos desde 2010, lançaram também 5 EPS e em todos esses trabalhos trazem uma narrativa peculiar, tanto nas composições e na sonoridade retrofuturista, como em seu visual, com uma vibe oitentista das TVs analógicas e todo um clima lo-fi. Nos palcos, apresentam um show enigmático e hipnótico que captura a atenção do público, aprovado em importantes festivais como SIM SP (SP), Picnik (DF), Mada (RN), Febre (SP) e Dia da Música (SP). O filme 12:00 é composto de imagens da deepweb, cenas ficcionais inéditas e performances da banda ao vivo.

Parahyba Vive – Vieira

A jovem banda Vieira chama atenção pela potente voz agridoce e sotaque carregado de seu vocalista Arthur Vieira, cujas canções lúdicas ganham um instrumental cheio de energia ao vivo. Em fevereiro de 2018 lançaram seu segundo EP Parahyba Vive, gravado no Red Bull Studios em São Paulo, fruto da conquista do concurso Red Bull Break Time Sessions ao lado de mais de 100 bandas de todo o país.

L4mb3 – Sinta A Liga Crew

Surgida inicialmente como um coletivo feminista para promover o protagonismo das mulheres paraibanas no hip hop, logo a Sinta A Liga Crew assumiu os palcos, movida pelos talentos de suas integrantes. Lançaram o primeiro single Quem Diss em dezembro de 2016, o primeiro EP Campo Minado em novembro de 2017 (seguido do primeiro videoclipe) e em agosto de 2018 lançou seu segundo EP L4mb3. O show apresenta composições autorais e músicas dançantes que reúnem estilos como rap, dancehall, reggae, reggaeton e ainda pitadas de música brasileira, contando também com performances de dança e execução de graffiti ao vivo.

 

« Voltar

BELAS IMAGENS

Fotógrafo Alex Costa abre hoje a exposição 'Altos Cenários Patoenses'

FESTA GRANDE

Réveillon de JP terá show de Margareth Menezes no Busto de Tamandaré

Veja também...

NO SERTÃO

Beneficiários do Programa Bolsa Família de Malta recebem a 2ª Etapa de Peixes da Conab

BOA NOTÍCIA

DPVAT: valor do seguro obrigatório vai cair 63,3% em 2019

MISTÉRIO TOTAL

A teoria do fluido escuro, que tenta explicar a base de 95% do universo