Compartilhe

Abertura das escolas na PB vai provocar aumento de casos e mortes por Covid-19 em novembro, prevê secretário de Saúde

Por Click PB    Sexta-Feira, 16 de Outubro de 2020


O estado da Paraíba deverá ter um maior número de casos do novo coronavírus e de mortes a partir da segunda quinzena de novembro como um reflexo da abertura das escolas para aulas presenciais. Isso é o que prevê o secretário de Estado da Saúde (SES-PB), Geraldo Medeiros, durante entrevista, nesta sexta-feira (16) ao ClickPB. 

Além das aglomerações oriundas dos eventos eleitorais(que devem continuar em novembro por conta do pleito eleitoral), flexibilização das atividades e relaxamento na prevenção como uso de máscara, álcool e gel e distanciamento social, outro fator preocupante, que o secretário alerta, é o retorno das aulas presenciais em duas cidades: João Pessoa e Campina Grande. 

Na segunda quinzena de novembro haverá tanto um aumento no número de novos confirmados quanto de óbitos. "Com o início da abertura das aulas presenciais é que nós teremos reflexo da atitude que em João Pessoa e Campina Grande não deveria ter tomado, pois eles se encontram com a bandeira amarela", ressaltou ao ClickPB.

Geraldo Medeiros ainda frisou que a pandemia continua e "se intensifica a partir do momento em que as pessoas não obedecem as regras sanitárias como uso de máscara, distanciamento social, uso de álcool em gel e lavagem das mãos". Ainda de acordo com o gestor, nos últimos dois meses as pessoas começaram a relaxar. 

"Associado a isso veio a flexibilização, que foi lenta e gradual, mas que uma parcela do municípios não obedeceu ao decreto estadual e adotou medidas mais amplas como as secretarias de João Pessoa e de Campina Grande. E com isso, houve um recrudescimento no número de novos casos confirmados e de óbitos", afirmou. 

« Voltar

ELEIÇÕES 2020

Prefeito de Matureia consegue liminar no TRF-4 e confirma sua elegibilidade para disputar a reeleição

NO SERTÃO

TCE imputa débito a gestor de Catingueira por irregularidades na gestão de pessoal e excesso de gasto com obras

Veja também...

NO SERTÃO

Funcionários da Aesa desaparecem em Coremas ao realizarem manutenção no Canal da Redenção

ELEIÇÕES 2020

Promotora vota pelo indeferimento da candidatura de Hominho de Lió por conta de condenação penal

DIAS DE GLÓRIA

Pelé no Flamengo: Zico lembra que ninguém queria sair do time só para poder jogar com o Rei