Compartilhe

Vídeos mostram momento em que PM é morto em troca de tiros com policiais civis no Geisel

Por Paraíba.com.br    Quinta-Feira, 14 de Fevereiro de 2019


Dois vídeos registrados pelas câmeras de segurança de um restaurante localizado no Geisel mostram o momento em que o soldado da Polícia Militar Davi Cristiano das Neves foi baleado e morto por policiais civis durante uma abordagem na madrugada desta quinta-feira (14) e um amigo seu acaba ferido a bala durante o tiroteio.

Nas imagens, é possível ver que os envolvidos conversaram por cerca de dois minutos antes de sacarem suas armas e iniciarem a troca de tiros. Logo após os tiros, outro vídeo mostra os policiais guardando as armas e averiguando os feridos.

Assista:

 

 

 

Davi estava afastado e teve o porte de armas suspenso e já havia sido baleado no ano de 2015. O soldado foi atingido por um tiro na perna no dia 12 de fevereiro na Avenida Epitácio Pessoa em uma blitz policial. Davi foi abordado pela guarnição do capitão Leão, comandante da DISP de Jaguaribe, o soldado estava armado e a moto tinha uma fita adesiva cobrindo um dos números da placa e a guarnição iniciou uma perseguição. O capitão atirou quando percebeu que Davi estava armado e mesmo ferido o soldado partiu para cima da agredir a guarnição.

Em 2019 o soldado se envolveu em outra confusão. Ele foi preso na festa de um grupo criminoso no dia 26 de janeiro, que terminou com 130 pessoas conduzidas à delegacia. O evento acontecia em uma casa de festas no bairro Portal do Sol

De acordo com o delegado Lívio Delgado, a permanência do soldado estava sendo avaliada e ele não poderia estar sequer conduzindo arma.

 


Yves Feitosa

« Voltar

BELÍSSIMO

PG lança primeiro single do trabalho “Eternidade”

TRAGÉDIA

Vídeo mostra veículo pegando fogo em posto de combustíveis em Patos

Veja também...

NO SERTÃO

Polícia Militar prende acusado de homicídio em Santa Gertrudes – Patos

NO SERTÃO

Equipes de saúde de Malta fazem pequenas cirurgias em pacientes

BOA INICIATIVA

Projeto Histórico-Cultural de Malta contribui para alunos terem maior produção textual