Compartilhe

Pastora paraibana tem candidatura lançada para o Nobel da Paz

Por Click PB    Quarta-Feira, 19 de Dezembro de 2018


A pastora paraibana Morgana Macena de Santana será lançada como candidata ao Prêmio Nobel da Paz junto ao Nobel Institute de Oslo. A postulação será redigida pela professora Clarissa Xavier Machado, Vice-Presidente da Associação Duna juntamente ao CEO e Project Manager Paulo Fernando de Barros.

Morgana Macena é embaixadora cultural da Associação Duna e foi candidata à deputada federal nas últimas eleições pelo PSL, porém não conseguiu alcançar votos suficientes.

De acordo com a Associação Duna, a proposta que será apresentada indica Morgana Macena para o Prêmio Nobel devido ao seu trabalho em prol dos direitos, da segurança, da proteção, da educação, da paz e do bem-estar infantil.

Ela ainda possui iniciativas no âmbito dos Direitos Humanos, Dignidade da Pessoa Humana, o Direito de ter uma família e o Direito da criança a uma vida sem violência com a finalidade de atuar para melhoria e desenvolvimento humano integral da criança, a fim de solucionar questões que impedem a criança de uma vida plena e saudável tais como: desaparecimento de crianças (rapto, sequestro, fuga, venda para adoção ilegal/ clandestina) crianças moradoras de rua, crianças órfãs e a situação dos orfanatos, pornografia infantil virtual e assédio sexual, bullying e cyberbullying, estupro de vulnerável, pedofilia, venda de menores, escravidão infantil, trabalho infantil, menores infratores, maioridade penal, tráfico de drogas (mulas do tráfico), a situação das crianças nas favelas do Brasil, a situação das crianças no sertão do Brasil, a situação das crianças indígenas do Brasil, a situação das crianças na Amazônia (Brasil), a situação das crianças em países de guerra e o acolhimento no Brasil, a saúde da criança, direito de nascer e aborto.

« Voltar

NA PARAÍBA

Líderes de igrejas começam a debater retomada de celebrações físicas na Paraíba

EM CHAMAS

Homem morto por policial nos EUA ajudou a pregar o Evangelho

Veja também...

SEM CONDIÇÕES

Caixa não tem como filtrar classe de quem pede auxílio, diz Guimarães

ALARMANTE

Brasil registra 1.349 mortes por coronavírus e bate novo recorde diário

NA PARAÍBA

FPF reúne clubes para debater retorno do futebol paraibano