Compartilhe

“Igreja evangélica não tem pretensão de chegar ao poder”, diz Marco Feliciano

Por Gospel Prime    Sexta-Feira, 2 de Março de 2018


O deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP) foi o convidado do Morning Show desta quarta-feira (28). Transmitido pela Jovem Pan, o programa apresentado por Edgar Piccoli e Paula Carvalho, contou também com as presenças de Cláudio Tognolli e Augusto Nunes.

A temática principal foram as posições conservadoras do parlamentar e como a fé evangélica influencia sua atuação no Congresso. Desde o início, Feliciano foi “bombardeado” por uma série de questões que não necessariamente são verdadeiras e servem para mostrar como há uma concepção equivocada sobre a atuação de um deputado que também é pastor.

Em alguns momentos o clima ficou tenso e Claudio Tognolli chegou a chamar Feliciano de “nazista”. Ele respondeu descrevendo o radialista como “pseudo intectual”. A certa altura, Edgard admitiu que estavam “em seis contra um”, numa referência ao número de participantes do programa que empilhavam questionamentos, nem sempre dando chance do deputado responder com calma.

Durante cerca de uma hora uma série de questionamentos foram levantados, especialmente no que tocante à defesa feita por Marco Feliciano da família tradicional. O parlamentar explicou que sua oposição não é aos direitos dos gays, mas sim contra o “ativismo LGBT”. Destacou que vem alertando desde 2013 sobre a imposição dessa agenda ideológica, que busca apenas “privilégios”.

Ressaltou que a mudança no conceito de família previsto na Constituição (homem e mulher) poderia gerar “um colapso” na sociedade. Enfatizou ainda que a luta dos movimentos de esquerda é pelo “fim dos pilares familiares”.

Questionado sobre a atuação da Frente Parlamentar Evangélica, Feliciano rebateu as insinuações de que existe uma orquestração para uma tomada do país. “A igreja evangélica não tem pretensão de chegar ao poder como instituição. O Parlamento não é uma igreja”, sentenciou, destacando que a bancada evangélica possui o mesmo direito de existir que frentes temáticas como a dos ruralistas ou a dos chamados progressistas.

Ao ser indagado sobre sua atuação no Congresso, explicou que já apresentou mais de 70 projetos, mas que a exemplo de Jair Bolsonaro, sofre boicote de muitos de seus colegas e por isso a maioria deles não vou sequer votada, pois “o relator sentou em cima”. Deixou claro que isso acontece com todo deputado que vai contra “a onda progressiva”.

Citou sua tristeza por saber que projetos que não deveriam suscitar polêmicas – como o que previa que crianças negras com mais de 5 anos recebam prioridade na fila de adoção – receberam o mesmo tratamento e não foram aprovados.

Outro assunto levantado durante a entrevista coletiva foi a ideologia de gênero. Feliciano disse que ela é real e possui influência sobretudo nas crianças. Procurando aprofundar o tema “ideologia”, disparou: “Marx, Darwin e Freud é a trindade do inferno”. Uma alusão aos teóricos do comunismo, do evolucionismo e da revolução sexual.

Defensor do projeto “Escola sem partido” o pastor asseverou que defende a “pluralidade de pensamento”, mas não admite quando se viola o princípio constitucional de que “todos são iguais perante a lei”. Como contraponto, assegurou que não projetos de imposição da fé evangélica tramitando, mas são cerca de 200 projetos “para beneficiar os LGBT”.

Acusado de ser intransigente por usar a Bíblia para fundamentar seus posicionamentos, surpreendeu ao dizer: “Antes de defender a Bíblia Sagrada eu defendo a Constituição”.

Explicando que fé e dogmas “não se atualizam”, como desejam os radialistas que insinuaram que a Bíblia defende ideias “atrasadas”, o deputado foi direto: “Não posso relativizar a Bíblia. Isso é o que a nossa cultura quer entender… Jesus nunca censurou ninguém, mas disse vá e não peques mais”.

A última pergunta dirigida a ele é se teria um recado para os ateus, ao que respondeu: “Jesus te ama”.

A hashtag #FelicianoNoMorning figurou entre os assuntos mais comentados no Twitter do Brasil, indicando que a audiência foi grande.

Os vídeos da entrevista podem ser visto no canal do Morning Show no Youtube:

 

« Voltar

TRADIÇÃO

Patos já se prepara para mais uma Festa de Pentecostes

ME PERDOEM

Padre Fábio de Melo pede perdão por vídeo polêmico sobre 'macumba'

Veja também...

EM FLAGRANTE

Polícia Ambiental faz apreensão de animais silvestres em cativeiro em Santa Terezinha

DESCASO TOTAL

Corretor de imóveis de Patos reclama da cobrança de taxa por colocação de placa em calçada e faz grave denúncia

ELEIÇÕES 2018

Em Malta: Ex-prefeito Mauricinho reúne lideranças políticas para fortalecer pré-candidatura de Azevêdo