Compartilhe

Vereador Capitão Hugo diz que está sendo perseguido após apresentação de projeto

Por Redação 40 Graus com Patos Verdade    Domingo, 9 de Dezembro de 2018


Após ser bombardeado nas redes sociais sobre o projeto de lei de sua autoria das sacolas de coleta seletiva, o vereador Capitão Hugo (PTN) veio a público tranquilizar os patoenses, tendo em vista que, segundo ele, estão levando a informação de má fé, ou até como perseguição pessoal para manchar a sua imagem.

O vereador disse que ficou muito triste com a repercussão negativa do seu projeto que foi aprovado em 2017, porém, teve que ser apresentado outro com modificação de um artigo.

As críticas partem do presidente do partido PSL de Patos, Josmá Oliveira. 

O capitão Edson Hugo explicou que a sacola com o informativo não trará prejuízo ao comerciante.

“Ele jogou essa polêmica para denegrir um pouco a minha imagem, eu não sei quais os motivos, eu até suspeito como algumas pessoas já vieram me perguntar. Mas, quero deixar aqui a população, principalmente os comerciantes do mercado, das bodegas e locais que usam sacolas pequenas, que esse projeto não tinge eles. São projetos direcionados aos estabelecimentos de grande porte”, explicou.

Ainda em contato com o site patosverdade.com, o parlamentar mirim adiantou que a distribuição de sacolas plásticas é uma poluição ao meio ambiente, sendo que com o informativo na sacola, ele fará uma compensação deixando o usuário esclarecido a respeito da coleta seletiva.

Ele ainda completou que fica triste por essa polêmica partir do presidente de um partido, uma vez que recentemente, durante a campanha eleitoral 2018, ambos estiveram no mesmo palanque, pois, defendiam o mesmo candidato a presidência. 

O vereador Capitão Hugo finalizou afirmando que a polêmica pode ser por medo do presidente do PSL perder a presidência do partido, PSL, para ele, tendo em vista que a o parlamentar mirim foi indicado para assumir, porém, com sua recusa, ele indicaria outro nome.

“Mas, como eu não pude sair do meu partido se não eu perderia o meu mandato, então,  em reunião, eu até poderia indicar o presidente, mas decidi abrir mão até da indicação para que ele (Josmá) quando fosse o presidente porque ele já tinha esse início da luta de Bolsonaro. Eu já o tranquilizei, eu não vou correr atrás e nem vou pedir pra assumir o PSL

De acordo com o projeto, fica instituído que as sacolas para o acondicionamento e transporte de mercadorias adquiridas pelos consumidores em estabelecimentos comerciais do município de Patos, sejam em duas cores, verde e cinza, como também biodegradáveis, conforme Lei nº 4.546/2015.

O inciso primeiro do art 1º explica que os estabelecimento ao entregar as mercadorias nas respectivas sacolas, elas sejam distribuídas na proporção de 70% na cor verde e 30% na cor cinza. Ainda esclarece que as sacolas deverão ter impressas, no verso, orientações sobre o descarte correto de resíduos, deixando a parte da frente para  adivulgação do empreendimento.

Produtos biodegradáveis são aqueles que se decompõem mais rápido na natureza, são compostos por itens orgânicos para que os agentes biológicos naturais facilitem sua degradação.

« Voltar

NA JUSTIÇA

Defesa de Dinaldinho nega irregularidades após TJPB aceitar denúncia

MUITO GRAVE

Vereadora acusa ‘terceiro’ de aliciar parlamentares em troca de emprego e aumento de salário na Secretaria de Saúde de Patos

Veja também...

BOA NOTÍCIA

Ação beneficente será realizada em Malta em prol do Hospital do Câncer Napoleão Laureano, nesta sexta(19)

NO SERTÃO

Prefeitura Municipal de São José do Bonfim realiza Orçamento Democrático

NO SERTÃO

OS de Goiânia-GO vai gerenciar Hospital e Maternidade de Patos