Compartilhe

PC do B fala em traição do Republicanos, mas esquece de entregar os cargos no governo Ivanes

Por Vicente Conserva - 40 Graus    Sábado, 19 de Setembro de 2020


Após ser preterida da chapa do Republicanos na condição de pré-candidata vice a prefeita de Patos, a vereadora Lucinha Peixoto (PC do B) tem usado a imprensa mais uma vez para destilar todas as suas mágoas por ter ficado de fora do processo. Em recente entrevista, Lucinha externou a sua insatisfação nas redes sociais, pois considerou a jogada política como uma “traição” contra ela.

Em uma frase, a vereadora desabafou e mostrou descontentamento com o grupo do Republicanos. “Combati o bom combate, completei a caminhada na pré-campanha, guardei a lealdade, mas da traição nem Jesus escapou”, declarou a parlamentar.

Outro que se pronunciou sobre o assunto foi um dos camaradas mais influentes da legenda, o advogado Rildian Filho, membro da Executiva do PC do B na cidade de Patos, que procurou justificar o novo posicionamento de neutralidade nas eleições.

Rildian disse que o problema é que, a saída de Ivanes atingiu também o nome de Lucinha que seria a vice. Portanto, o partido entendeu isso como uma traição, conforme repassou Rildian Filho.

O que poucos talvez saibam é que tanto o PC do B, como a vereadora Lucinha tem indicações diretas no governo do qual se sentiu traído. No entanto, segundo informações colhidas pelo Portal 40 Graus, a turma que se sente traída ainda não entregou os cargos no governo Ivanes que é do Republicanos.

6d01113cc993e03c69c684d39b2d2a45

Lucinha tem a filha Ana Lígia Peixoto, que é efetiva do Município como Técnica Administrativa(responsável por digitação de contratos) ocupando cargo de confiança de assessora jurídica da Secretaria de Saúde, assim como o próprio Rildian Filho que ocupa cargo semelhante, mas que ainda não colocou o cargo à disposição.

Outra indicação do partido é de Aluízio Hilário Júnior, efetivo da Guarda Municipal e que está à serviço (disposição) do Planejamento.

E por falar em Planejamento, o secretário da pasta que era também indicação da legenda, Roberto, foi o único até agora a entregar o cargo.

Outros cargos de menor escalão também seriam indicação dos comunistas que preferiram seguir dentro da neutralidade sem apoiar a nova chapa composta por Nabor Wanderley e Jacob Souto.

O que ninguém sabe até agora é se o prefeito Ivanes Lacerda irá pedir os cargos ou se irá esperar uma atitude ética com relação àqueles que se sentem traídos por seu partido.

O prefeito ainda não comentou sobre o assunto, mas auxiliares seus defendem um posicionamento à altura do Chefe do Executivo.

« Voltar

ELEIÇÕES 2020

Solidariedade Estadual libera candidatos de Patos a apoiarem qualquer prefeitável

ELEIÇÕES 2022

Rompidos desde 2018, Lula e Ciro Gomes se reúnem em São Paulo e selam a paz

Veja também...

DE CHEGADA

Palmeiras anuncia a contratação do técnico Abel Ferreira

NO SERTÃO

Patos tem mais 25 casos de Covid-19 confirmados nesta sexta-feira; total é de 5.240

EXUBERANTE

Candidata posa sensual e revela preparação para Musa do Brasileirão