Compartilhe

Projeto de Lei de Hugo Motta propõe acordo trabalhista extrajudicial na presença de advogados

Por Assessoria    Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019


Com o objetivo de desafogar o Poder Judiciário, o Deputado Federal, Hugo Motta (Republicanos/PB), apresentou o Projeto de Lei Nº 4894/2019, para permitir que o acordo extrajudicial seja celebrado por escritura pública, prescindindo da homologação judicial.

O PL acrescenta artigo à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) para permitir que o empregado e o empregador celebrem acordo extrajudicial por meio de escritura pública, desde que representados por advogados. “Desburocratizar e dar agilidade aos acordos trabalhistas é o nosso objetivo. Temos bons exemplos do quanto os acordos tem diminuído a quantidade de processos e o quanto o Sistema Judiciário ganha com isso”, afirmou.

Na justificativa do projeto, Hugo Motta destaca a importância de se permitir a utilização dos serviços notariais para o esforço nacional de desburocratização. “A eficiência da realização da escritura pública em transações consensuais, desafogando o Poder Judiciário, está efetivamente comprovada com os resultados práticos conseguidos a partir entrada em vigor da Lei nº 11.441, de 4 de janeiro de 2007, que alterou o Código de Processo Civil então em vigor, para possibilitar a realização de inventário, partilha, separação consensual e divórcio consensual por via administrativa”.

O parlamentar enfatizou ainda a capilaridade dos tabelionatos por todo o país, a oportunidade que os entes federativos (União, Estados e Municípios) tem de gerar receita e o fato de que “os serviços notariais já estão previamente enquadrados em uma tabela de emolumentos flagrantemente mais acessíveis economicamente a qualquer cidadão do que as custas processuais”.

« Voltar

VERGONHA

Salários dos parentes, assessores da senadora Daniella Ribeiro, chegam a R$ 630 mil por ano

DE SAÍDA

Hervásio diz que João Azevedo deve deixar o PSB e pretende acompanhar o governador

Veja também...

MENOS SAÚDE

Presidente da ASPAA diz que autista teve atendimento negado no Centro Especializado em Reabilitação de Patos

NO SERTÃO

MP arquiva inquérito que investigava ato de improbidade do prefeito Sales pela não realização do São João

SEM SORTUDO

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 120 milhões nesta quarta-feira