Compartilhe

Alexandre Frota declara guerra a Jair Bolsonaro e pede Lula Livre

Por Terra    Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019


Parece que o clima anda tenso em Brasília. Além do entrevero com parlamentares do próprio partido, PSL, Jair Bolsonaro está de novo envolvido em uma briga com o deputado federal de São Paulo Alexandre Frota.

Na manhã deste domingo (20), Frota utilizou o seu perfil no Twitter para destacar as desavenças que anda tendo com o Presidente da República, bem como o partido do qual é coligado.

Minha guerra com Bolsonaro será sem sentimentos até o fim. Meu nojo, desprezo e ódio por ele são grandes que vale até o Lula solto para criar um radicalismo no Brasil. Jair é confusão e se é confusão que ele quer, o Brasil terá essa confusão. Eu não vou medir esforços para tirá-lo de lá“, enfatizou Alexandre.

A mensagem foi seguida de uma publicação acerca da possível soltura de Lula. Cabe lembrar que, juntamente com o atual Presidente, Frota chegou a fazer campanha contra a libertação do líder do PT, preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Chocados com a publicação, eleitores do PSL, divergentes dos posicionamentos do parlamentar, dividiram as opiniões sobre a publicação de Alexandre.

Alê, seu lugar é ao lado do povão. E esse lugar é com #LulaLivre. Você poderá fazer a diferença na história. Não perca essa oportunidade. Já pensou num palanque com todas as forças racionais contra esses vermes Bolsonaro?! Agora é momento de radicalizar contra o mal“, escreveu um internauta. 

Uma outra seguidora foi enfática ao dizer: “Você é projeto de político sujo, aprendeu em poucos meses!“.

« Voltar

SUCESSO

Prefeito de Patos divulga celular pessoal e recebe 40 ligações da população apenas no primeiro dia

EM BRASÍLIA

Senado aprova Medida Provisória que amplia para R$ 998 valor de saque do FGTS

Veja também...

NA PARAÍBA

Dos 223 municípios da Paraíba, 43,5% são administrados por negros

SUCESSO

Prefeito de Patos divulga celular pessoal e recebe 40 ligações da população apenas no primeiro dia

NA PARAÍBA

Operação contra suspeitos de ataques a bancos termina com um morto e sete presos, no Sertão