Compartilhe

Dia dos Namorados: vaga de vice-governador é alvo de 'paquera' na Paraíba

Por Jornal da Paraíba    Terça-Feira, 12 de Junho de 2018


O clima junino de forró, comida típica e o calor da fogueira para embalar os encontros sempre combinou com a comemoração do Dia dos Namorados, festejado nesta terça-feira (12). Em ano de eleições, a “paquera” para conquistar uma aliança duradoura para as eleições realizadas em outubro, essa combinação se torna ainda mais propícia, sobretudo quando a classe política tem um microprocesso eleitoral ainda mais apertado este ano. As chapas devem estar definidas até o dia 5 de agosto.

Micheline Rodrigues e Lucélio Cartaxo. Foto: Arquivo pessoal

No processo de composição de chapa majoritária para as eleições ao governo da Paraíba, o pré-candidato Lucélio Cartaxo (PV) saiu na frente, graças ao compromisso de união firmado entre os prefeitos das duas maiores cidades da Paraíba: João Pessoa e Campina Grande.

O irmão do prefeito da capital, Luciano Cartaxo (PV), assegurou o apoio da gestão campinense na semana passada, ao manter a união com o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) com o anúncio da indicação de Michele Rodrigues (PSDB), esposa do tucano, para vice na chapa dos ‘verdes’.

Quem ainda está sozinho, sem um vice para chamar de seu, como os pré-candidatos ao governo João Azevedo (PSB), ex-secretário de recursos infraestrutura e recursos hídricos do estado, e o senador José Maranhão (PMDB), tem corrido as festas juninas pelo interior do estado para “sentir o clima” da melhor aliança.

Dois amores

João Azevedo e Ricardo Coutinho. Foto: Francisco França/Secom-PB

Indicado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para seu o nome da continuidade de seu governo, João Azevedo tem corrido atrás para se tornar mais “paquerado” por lideranças pelo território paraibano. Na mira da vaga de parceiro de chapa cobram uma prova de fidelidade pelo menos dois aliados de eleições anteriores dos socialistas: o deputado Wilson Filho (PTB) e os ex-deputado Efraim Moraes (DEM).

A atual vice-governadora, Lígia Feliciano (PDT), apesar de manter a pretensão de disputar para o cargo de titular do Executivo, tem se mantido aberta para jogo. Ao lado do esposo, deputado Damião Feliciano (PDT), entre um arrasta-pé e outro pelas festas juninas paraibanas, Lígia tem tentado encontrar um par para emplacar a campanha política para o governo, ainda sustentando a tese de que é governo.

Zé, o cobiçado

Maranhão é o mais cobiçado. Foto: Divulgação

Governador do estado por três mandatos, o senador José Maranhão tem esboçado fôlego para mais um mandato no Poder Executivo da Paraíba. A experiência administrativa do político, de 83 anos, em face dos novatos, tem tornado o cargo de vice na chapa do peemedebista cobiçada por vários partidos.

Na lista dos pretendentes a casal com Zé Maranhão constam nomes de partidos aliados de Cartaxo, como o médico Dalton Gadelha (PSC) e a deputada Daniella Ribeiro (PP), como do ex-secretário de estado de Esporte, Bruno Roberto (PR), que até então é aliado de Ricardo Coutinho. O deputado Bruno Cunha Lima, que trocou o PSDB pelo Solidariedade, chegou também a ser ventilado, mas não pode participar da chapa porque não tem idade suficiente.

Casamento consolidado

Já o pré-candidato do PSOL, o servidor público Tárcio Teixeira, vai passar o Dia dos Namorados em clima de curtição e de construção de planos para um futuro governo paraibano. Por orientação da direção nacional do partido, o PSOL deverá sair à disputa eleitoral com uma chapa “puro sangue” e o nome indicado para formar par com uma nova candidatura de Tárcio Teixeira para concorrer ao Executivo na Paraíba é o de Adjany Simplício.

« Voltar

ELEIÇÕES 2018

Haddad lidera na Paraíba com 26%, Bolsonaro 19% e Ciro 16%, aponta Pesquisa Ibope

ELEIÇÕES 2018

Pesquisa Ibope para Senado na Paraíba: Cássio, 40%; Veneziano, 34%; Luiz Couto, 26%

Veja também...

EM ALTA

Confira a lista dos artistas gospel indicados ao Grammy Latino 2019

FÉ EM DEUS

Fernanda Brum fala pela primeira vez sobre doença, e tranquiliza fãs

FÉ EM DEUS

Pastor perdoa árabe que assassinou seu filho e testemunho vira destaque nacional