Compartilhe

Hugo Motta destina R$ 15 milhões para a saúde da PB

Por Assessoria    Quarta-Feira, 25 de Março de 2020


O deputado federal, Hugo Motta (Republicanos/PB), informou por meio da imprensa que destinou R$ 15.000.000,00 (quinze milhões de reais) de emendas individuais para a área da saúde.

De acordo com o parlamentar, com a pandemia do novo coronavírus, os recursos chegarão em boa hora. “Essa preocupação é muito forte em todos os estados. Na Paraíba, não ficamos inertes. Ao destinar esse recursos para a saúde, sei que os municípios terão alívio nas contas e poderão manter os serviços funcionando a contento”, destacou.

O parlamentar falou ainda sobre o trabalho da Bancada Federal. “Estamos destinando recursos para expandir a rede para atender a nova demanda gerada pelo coronavírus, bem como destinar recursos para aquisição de equipamentos. A dificuldade consiste em operacionalizar as ações.   Nós solicitamos que o Governo do Estado abra centros de atendimento no sertão. Um em Patos e outro em Cajazeiras para que a expansão da rede a gente possa dar tranquilidade para as pessoas que precisem de atendimento de qualidade”, afirmou.

A bancada pretende enviar R$ 300.000.000,00 (trezentos milhões de reais), sendo R$ 150.000.000,00 (cento e cinquenta milhões) em emendas individuais e R$ 150.000.000,00 (cento e cinquenta milhões) em emendas de bancada. Os parlamentares pedem o compromisso do Governo do Estado em gerar 300 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e expandir os centros de atendimento aos pacientes com Covid-19 aos Hospitais de Patos e Cajazeiras.

« Voltar

ELEIÇÕES 2020

PC do B de Patos sofre intervenção da Comissão Estadual após racha e saída dos inconformados

NA PARAÍBA

Republicanos filia mais 19 prefeitos, vereadores e outras lideranças na Paraíba

Veja também...

NO SERTÃO

PRF recupera em São Mamede, veículo roubado em Campina; um dos acusados é preso em Patos

SOLIDARIEDADE

Marília Mendonça anuncia doação de R$ 50 mil para o Hospital Universitário de João Pessoa

MUDANÇAS

CBF não garante pontos corridos no Brasileirão 2020, diz jornalista