Compartilhe

Nabor apresenta projeto que visa divulgação de dados de violência contra crianças, mulheres e idosos

Por Assessoria    Terça-Feira, 4 de Dezembro de 2018


Tramita na Assembleia Legislativa da Paraíba, o projeto de lei nº  1928/18, de autoria do deputado estadual, Nabor Wanderley (PRB) que dispõe sobre as formas de registro e divulgação dos dados de violência contra crianças, idosos, negros, mulheres, índios, homoafetivos e pessoas com deficiências no âmbito do Estado da Paraíba.

O projeto, de acordo com Nabor, tem por finalidade instrumentalizar a formulação de políticas de prevenção e de proteção às vítimas de violência que envolve, entre outras questões, a exemplo da prevenção e o enfrentamento à violência sofrida pelas pessoas em situação de vulnerabilidade; e a necessidade da especialização dos órgãos estatais da segurança pública ao atendimento das populações vulneráveis.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Estado da Paraíba poderá publicar, semestralmente, no seu próprio sítio eletrônico, os seguintes dados: 

1 – número de crianças e adolescentes vítimas de violência, por tipo de delito; 

2 – número de idosos vítimas de violência, por tipo de delito; 

3 – número de mulheres vítimas de violência por tipo de delito; 

4 – número de negros vítimas de violência por tipo de delito; 

5 – número de indígenas vítimas de violência por tipo de delito; 

6 – número de vítimas de violência, por motivação homofóbica, por tipo de delito; 

7 – número de pessoas com deficiência vítimas de violência, por tipo de delito. 

Essas informações poderão ser divulgadas com detalhamento por Município, contendo: 

I – o local exato da ocorrência do fato delituoso ou o ponto de referência; 

II – o dia da semana, o turno, e o horário da ocorrência do fato delituoso; 

III – a qualificação da vítima, contendo a faixa etária, a profissão ou o cargo que ocupa, o grau de instrução e a etnia. 

"Com certeza, com a aprovação e sanção do projeto, ele contribuirá para a efetivação de novas políticas, pois ela será uma importante ferramenta de estudo e planejamento de ações que visem à melhoria das condições de vida e redução da criminalidade", destacou Nabor Wanderley. 

« Voltar

POLÊMICA

Vereador Capitão Hugo diz que está sendo perseguido após apresentação de projeto

NO SERTÃO

Advogado confirma que Dinaldo Filho não assinou notificação da Câmara de Vereadores de Patos

Veja também...

NO SERTÃO

Complexo Hospitalar de Patos realiza classificação de risco dos pacientes

NO SERTÃO

Hospital do Bem de Patos realiza 428 atendimentos nos três primeiros meses de funcionamento

NO SERTÃO

Mais 3 pessoas são presas na Operação Recidiva em Patos; veja os nomes