Compartilhe

Esposa acusada de mandar matar o patoense 'Rei do Lixo' é condenada a 20 anos de prisão

Por Click PB    Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019


A mulher acusada de mandar matar o empresário do ramo de reciclagem, natural de Patos-PB, Sebastião Cirilo da Rocha, conhecido como ‘Rei do Lixo’, foi condenada nesta quarta-feira (24), a 20 anos de prisão, em regime fechado, por homicídio qualificado. Adiene Afra Tavares Rocha foi julgada no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), depois de ter conseguido recurso subindo o traslado. Ela foi condenada por 4 votos a 3.

O amante de Adiene, Renato Oliveira de Sousa, já tinha sido condenado ano passado a 20 anos de prisão em regime fechado. Além de Renato, o primo dele Walter de Oliveira Dias, também já havia sido condenado. 

O empresário do ramo de reciclagem Sebastião Cirilo da Rocha, conhecido como ‘Rei do Lixo’, tinha 47 anos na época em que foi morto com três tiros, em outubro de 2011. O crime aconteceu no lixão da cidade de Cruz do Espírito Santo, na Zona da Mata paraibana.

Adiene foi encaminhada para a Penitenciária Feminina de Campina Grande.

« Voltar

NO SERTÃO

Após agredir a filha, homem atira na ex-companheira em bebedeira em Teixeira

NA PARAÍBA

Preso com 'regalias' deixa Cadeia de Solânea para ir a motel e foge

Veja também...

CONTRATO

Bolsonaro posou em 2017 com fuzil liberado por decreto

PRA BAIXO

Um mês após título, desempenho oscila e aproveitamento despenca no Flamengo

NO SERTÃO

Após agredir a filha, homem atira na ex-companheira em bebedeira em Teixeira