Compartilhe

Governo da Paraíba desmente aumento do imposto da gasolina

Por Assessoria    Quarta-Feira, 11 de Julho de 2018


O Governo da Paraíba desmentiu que houve aumento de alíquota do ICMS ou que seja responsável pela elevação do preço da gasolina nos postos de combustíveis. Os preços dos combustíveis são de responsabilidade do mercado (postos e distribuidoras).

A pesquisa dos combustíveis do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF), que é realizada pela Receita Estadual a cada 15 dias, reflete o preço dos combustíveis quando sobem nos postos de abastecimento do Estado.

A Secretaria de Estado da Receita também rechaça qualquer interferência no preço da gasolina ou de uma possível compensação pela redução do óleo diesel em relação ao da gasolina nos postos de combustíveis.

No mês de junho, o Governo do Estado da Paraíba assumiu um compromisso de praticar a redução de R$ 0,46  no valor do PMPF do óleo diesel na Paraíba em duas parcelas, independente do preço praticado pelo mercado .

As pesquisas do Ato-Cotepe/Confaz confirmaram em junho que o Governo da Paraíba aplicou duas reduções seguidas sobre o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) do óleo diesel, sendo R$ 0,23 em cada uma das quinzenas de junho.

De acordo com as tabelas do Ato-Cotepe, o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) do óleo diesel caiu de R$ 3,69, no início de junho, para R$ 3,23, em 1° de julho.  Ou seja, houve uma redução efetiva dos R$ 0,46 no PMPF.

O secretário de Estado da Receita, Marconi Marques Frazão, afirmou que o PMPF do óleo diesel da Paraíba, como atestam as pesquisas do Confaz, é o menor do Nordeste e o quarto menor do Brasil, desde 1º de julho. A tabela do Ato-Cotepe nº 12 do Confaz confirma que a Paraíba fez a sua parte.

O Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) é o indicador de preço médio do litro de combustível sobre o qual é aplicada a tributação de ICMS nos Estados.

A pesquisa do PMPF, feita a cada 15 dias, reflete o preço médio final praticado nas bombas dos postos de abastecimento de todo o Estado. As duas pesquisas mensais são apuradas pela Secretaria da Receita Estadual e enviadas para a publicação em ato da Comissão Técnica Permanente (Cotepe) do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), nos dias 1º e 16 de cada mês no Estado.

« Voltar

SEM SORTUDO

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 37 milhões no próximo sorteio no sábado

BOA NOTÍCIA

Com 10,7%, Paraíba tem a segunda menor taxa de desemprego do Nordeste

Veja também...

EM FLAGRANTE

Polícia prende em Alagoas chefe de organização criminosa da Paraíba

DESCASO TOTAL

Briga entre secretário de Agricultura de Patos e gerente do Matadouro vai parar nas redes sociais

TRAGÉDIA NA ESTRADA

Estudante de Patos morre em acidente de carro entre Teixeira e Brejinho