Compartilhe

Presidente do Sindicato dos Comerciários critica decreto de reabertura do comércio de Patos

Por Patos Online    Segunda-Feira, 29 de Junho de 2020


Everaldo Lima, presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Patos e Região (SINTRACS-PR), fez críticas ao novo decreto do prefeito interino de Patos, Dr. Ivanes Lacerda (Republicanos). O decreto flexibiliza ainda mais o funcionamento de estabelecimentos comerciais a partir desta segunda-feira, dia 29 de julho de 2020.

O decreto número 35/2020 estabelece regras para reabertura de parte do comércio e serviços diante da pandemia do novo coronavírus, COVID – 19. Para Everaldo Lima, o novo decreto traz flexibilização em um momento em que só aumentam o número de infectados e de mortes. Ele também fez críticas diante da fiscalização para cumprimento dos decretos anteriores.

O presidente do SINTRACS – PR se disse contrário a reabertura em decorrência, pois o último boletim epidemiológico do dia 26 de junho mostrou que existem 1.533 infectados, 996 em recuperação, 54 infectados e 52 óbitos até esta data. “Nós somos contrários. Segundo o Governo do Estado, nós ainda estamos na bandeira laranja, que são as determinações que estão no decreto, então o Município não podia flexibilizar. Temos recomendações do Ministério Público. O prefeito deveria repensar, deveria revogar. Deveria também ouvir os interessados, a sociedade civil pública, as entidades    de representação classista e o povo…”, relatou Everaldo.

Para Everaldo, o comércio deveria abrir, mas de acordo com a queda do número de infectados e de óbitos. Ele disse que o prefeito interino como
técnico e médico deveria ver sempre peoa lado técnico.

« Voltar

ELEIÇÕES 2020

Famup informa gestores sobre novos prazos do calendário eleitoral

NO SERTÃO

Sanfoneiro Rogério do Acordeon anuncia que testou positivo para Covid-19

Veja também...

NO SERTÃO

PM prende dupla acusada de vários roubos de moto em Patos e recupera veículo tomado no Santo Antônio

FICA NA GÁVEA

Jorge Jesus tranquiliza Landim em jantar e indica permanência no Flamengo

PREOCUPANTE

Paraíba ultrapassa marca de 1.200 mortes por Covid-19 e tem mais de 59 mil infectados