Compartilhe

Casal vende jujuba em semáforo para realizar sonho de casamento na Paraíba

Por Portal Correio    Terça-Feira, 14 de Maio de 2019


O que você seria capaz de fazer para realizar um sonho? Até onde o amor pode lhe levar? Para Gabriel Silva, de 21 anos, tudo é possível. Noivo de Luana Gabriele, de 19 anos, ele planejou seu casamento dos sonhos, mas não contava que no meio do caminho haveria uma demissão. Diante da dificuldade, Gabriel decidiu tomar uma decisão: vender jujuba em um semáforo de João Pessoa. Mas, o começo não foi tão simples.

“Nós tivemos o desejo de visitar os locais de festas, para a cerimônia de casamento e a festa, e o primeiro que a gente conheceu pessoalmente, fechamos. A festa toda ficou R$12.480,00. No tempo eu tava trabalhando, e Luana tava desempregada, hoje é o contrário. Então eu tive a ideia da gente vender água na praia, a 2 reais, pra conseguirmos pagar as parcelas. A gente usava meu salário e o dinheiro das águas pra pagar as parcelas. Ainda conseguimos pagar duas, agora estamos na terceira. Mas as águas não estavam dando.. e o esforço pra carregar elas na areia era muito grande, minha noiva tava sofrendo em carregar tantas águas, e eu também”, disse.

Eis então que surgiu a ideia da sogra de trocar as águas por jujubas. “Daí a minha sogra, Janeide, vendo o nosso sofrimento, sugeriu a venda das jujubas, e também que fizéssemos uma plaquinha. Também disse que seria melhor irmos pro sinal do shopping, ao invés de torrar na praia, seria mais eficiente e não prejudicaria tanto a nossa saúde física. Então começamos. Logo depois, Luana começou a trabalhar e eu fiquei desempregado. Nós vendíamos todo final de semana, aí eu passei a vender todos os dias”, explicou.

Atualmente, Luana trabalha como auxiliar de vendas em um hotel de João Pessoa. Com a venda das jujubas e o salário dela, eles pretendem juntar dinheiro suficiente para pagar a festa, viajar em Lua de Mel e, se possível, usar o restante do dinheiro para dar entrada em uma casa.

Tocador de vídeo

00:00

00:00

1. “Casal vende jujuba em semáforo de João Pessoa”

0:29

Mas se não tem dinheiro para realizar a festa, como o casal planeja se manter após o casamento? Gabriel se apega à fé para acreditar que tudo irá se resolver.

“Eu tenho fé em Deus que depois da lua de mel eu estarei empregado, se Deus quiser. Somos pessoas de muita fé em Deus, acreditamos que Ele tá cuidando de tudo”, disse.

Até onde vai o amor?

Mas, sobre a pergunta feita no início do texto. Até onde o amor pode lhe levar? O que você é capaz de fazer pelo amor? Gabriel respondeu.

“Não há nada que eu não faria pra casar com ela. (Eu) a vejo como o meu complemento, a metade que faltava. Sinto que ela faz parte da minha vida, e ela é o bem mais precioso que eu tenho. Tudo o que eu faço, todos os meus sonhos, tudo é por ela. Eu renunciei muita coisa por amor a ela”, disse ele, que relembrou que largou uma vida que tinha em Brasília para voltar para perto de Luana.

E entre jujubas e muita luta, Gabriel e Luana vão trilhando o seu caminho em busca de realizar o sonho.

« Voltar

CUIDADO

Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba emite alerta contra o sarampo

BARBARIDADE

Filho da mulher que matou e cortou o pênis do marido presenciou o crime, diz polícia

Veja também...

IMPREVISÍVEL

STF deve decidir nesta semana se concede Harbeas Corpus a Dinaldo Filho

DISPUTA

Climão: Raul Gil perde espaço na TV para 'queridinhas' de Silvio

NA TELONA

'Nada a Perder 2' tira liderança de 'O Rei Leão' nas bilheterias