Compartilhe

Procuradoria Geral denuncia Bolsonaro ao STF por racismo

Por Correio 24 Horas    Sábado, 14 de Abril de 2018


A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou nesta sexta-feira (13) o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por crime de racismo.

Além da condenação, a procuradoria pede que o deputado seja obrigado a pagar R$ 400 mil por danos morais coletivos.

De acordo com a denúncia, durante uma palestra no Clube Hebraica, em abril do ano passado, Bolsonaro usou expressões discriminatórias contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e homossexuais.

O filho de Bolsonaro, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também foi denunciado, mas pela suposta agressão a uma jornalista.

No entanto, a PGR ofereceu a este parlamentar proposta de transação penal, na qual ele se comprometeria a indenizar a vítima em 40 salários mínimos e a pagar pensão mensal a uma entidade de combate à violência doméstica, além de prestar serviços à comunidade.

A reportagem tenta contato com a assessoria dos deputados para que eles possam se manifestar sobre a denúncia.

 

« Voltar

TRISTEZA

Jovem que participava de programa 'Quilos Mortais' morre aos 29 anos após prever que não chegaria aos 30

NA CÂMARA

Hugo Motta defende que consumidores tenham direito à segurança de seus dados pessoais

Veja também...

MUDANÇAS

Reforma da Previdência: entenda os principais pontos da proposta apresentada pelo governo

MUDANÇAS

Reforma vai extinguir aposentadorias especiais para parlamentares

MUDANÇAS

Governo quer transformar Hospital Regional de Patos em centro de referência para especialidades' afirma secretário