Compartilhe

Paraíba reduz em 76% o número de mandados de prisão em aberto

Por Jornal da Paraíba    Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018


Houve uma redução de 76% no número de mandados de prisão em abertos na Paraíba. Com a conclusão do cadastramento das pessoas privadas de liberdade para o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta segunda-feira (11), o número de mandados a serem cumpridos no estado reduziu de 13.896 para 3.314.

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, Eslu Elói, explicou, em entrevista à CBN João Pessoa, que boa parte da redução se deu a situações em que havia mandados de prisão em aberto para pessoas já presas em outros estados.

A conclusão do cadastramento também concluiu que, dos presos com mandatos de prisão em aberto na Paraíba, pelo menos 183 estão foragidos e 3.131 são procurados pela Justiça.

Com relação à população carcerária do estado, após o cadastramento, a Paraíba passou a ter 11.650 pessoas privadas de liberdade. Conforme dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão do Ministério da Justiça, o total de pessoas encarceradas na Paraíba chegou a 11.377, no final de 2017, o que equivale a uma taxa de ocupação de 217,1%, acima da média nacional que foi de 197,8%.

Do total de presos na Paraíba, 7.704 são de condenados, sendo 6.797 de execução definitiva e 907 de execução provisória; 3.914 de presos provisórios e 32 internados. Outro detalhe constatado com o fim do cadastramento é que 11.151 são homens e 500 são mulheres.

 

 

« Voltar

NA PARAÍBA

60% dos municípios paraibanos não contam com órgãos de controle interno

CAI CAI

Facebook e Instagram apresentam instabilidade no Brasil

Veja também...

BOA NOTÍCIA

Hugo Motta inclui Aeroporto de Patos entre prioridades da Secretaria de Aviação Civil

BOA AÇÃO

Jovem perde prova do Enem para receber transplante de rim, na Paraíba

MAIS EDUCAÇÃO

Governo do Estado anuncia mais 53 escolas integrais na Paraíba em 2019