Compartilhe

Paraíba reduz em 76% o número de mandados de prisão em aberto

Por Jornal da Paraíba    Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018


Houve uma redução de 76% no número de mandados de prisão em abertos na Paraíba. Com a conclusão do cadastramento das pessoas privadas de liberdade para o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), nesta segunda-feira (11), o número de mandados a serem cumpridos no estado reduziu de 13.896 para 3.314.

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça da Paraíba, Eslu Elói, explicou, em entrevista à CBN João Pessoa, que boa parte da redução se deu a situações em que havia mandados de prisão em aberto para pessoas já presas em outros estados.

A conclusão do cadastramento também concluiu que, dos presos com mandatos de prisão em aberto na Paraíba, pelo menos 183 estão foragidos e 3.131 são procurados pela Justiça.

Com relação à população carcerária do estado, após o cadastramento, a Paraíba passou a ter 11.650 pessoas privadas de liberdade. Conforme dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão do Ministério da Justiça, o total de pessoas encarceradas na Paraíba chegou a 11.377, no final de 2017, o que equivale a uma taxa de ocupação de 217,1%, acima da média nacional que foi de 197,8%.

Do total de presos na Paraíba, 7.704 são de condenados, sendo 6.797 de execução definitiva e 907 de execução provisória; 3.914 de presos provisórios e 32 internados. Outro detalhe constatado com o fim do cadastramento é que 11.151 são homens e 500 são mulheres.

 

 

« Voltar

MAIS ALTO

Preço do gás de cozinha terá reajuste de R$ 5,00 na Paraíba

INVESTIMENTO

Número de academias de ginástica cresce 109% em 4 anos na Paraíba

Veja também...

SUCESSO TOTAL

Kevin Ndjana é escolhido pelo público e é um dos semifinalistas do The Voice Brasil

FORA DE JOGO

Jogadores da Série A passam por 54 cirurgias em 2018. Veja comparação

BELEROFONTE

Patoense presidente da Asdef admite ter transferido dinheiro da associação para sua conta pessoal