Compartilhe

Presidente do Flamengo revela que clube não pensa em estádio próprio

Por Agência Brasil    Quarta-Feira, 12 de Fevereiro de 2020


O sonho do torcedor do Flamengo em ter um estádio próprio não está nos planos da atual diretoria do clube. E a informação é do próprio presidente Rodolfo Landim. Em entrevista ao programa “No Mundo da Bola”, da TV Brasil, o dirigente foi bem enfático ao dizer que o projeto da atual administração é conseguir a concessão do estádio para os próximos 35 anos.

“Desde o momento em que me lancei candidato, penso nessa questão. A torcida canta ‘o Maraca é nosso’, então temos de atendê-la. Além disso, o Maracanã está muito bem localizado, com transportes públicos bem acessíveis, tradição esportiva, história”, diz Landim. “Além disso, há a questão do custo. Um estádio simples vai custar R$ 12,5 mil por assento, e se projetarmos 60 mil lugares isso nos custaria cerca de R$ 800 milhões, que somados ao custo do terreno iria a R$ 1 bilhão”, completa.

Segundo Rodolfo Landim, o valor iria impactar as finanças do Flamengo, que teria de assumir um “endividamento gigantesco”, que obrigaria o clube a consumir cerca de R$ 120 milhões/ano para amortizar a dívida e pagar os juros. “E isso tudo para termos um estádio menor, numa localização pior. Não está nos nossos planos”, garante.

O dirigente revela que o Flamengo estuda a retirada de cadeiras de alguns setores do estádio, desde que consiga a concessão – e isso implicaria num aumento de cerca de 15 mil novos lugares. Mas isso só será possível no ano que vem, já que este ano o Maracanã será utilizado na final da Copa Libertadores e há um acordo entre Conmebol e CBF para que todos os lugares sejam marcados.

“Existe um projeto de lei que permite modificar o Maracanã e retirar cadeiras do estádio, já sancionado pelo Governo do Estado”, diz Landim. “Ficou acertado, no Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) que está sendo preparado para todos os que vão participar do processo licitatório, que se leve esse aspecto em consideração. É um interesse do governo também”, garante o presidente do Flamengo.

Por fim, Landim falou da renovação do contrato de Jorge Jesus. Segundo ele, o objetivo é fazer com que o técnico português permaneça no cargo até o fim de 2021, quando termina o mandato dele na presidência. O dirigente ainda brincou com a possibilidade de Jesus assumir o comando da seleção brasileira.

“Deixa isso pra lá. O Tite está muito bem na seleção e o Jesus vai ficar apenas no Flamengo. Ele e nossos jogadores. O grupo do Tite para a Copa América já está praticamente fechado e não precisa convocar nenhum de nossos atletas”, concluiu com bom humor.

 

« Voltar

NA PARAÍBA

Bebida em estádio: procurador diz que lei é inconstitucional

RECOPA

Arrascaeta minimiza altitude e garante: 'Vamos estar preparados fisicamente'

Veja também...

FESTA GRANDE

Prefeitura de Patos contrata empresa para realizar São João no 'Terreiro do Forró'

ELEIÇÕES 2020

Padres estão proibidos de se engajar na política nas eleições de 2020, diz bispo de Patos

NA PARAÍBA

Justiça nega indenização a mulher que teria traído companheiro na Paraíba