Compartilhe

IFPro questiona punição a Guerrero e convoca reunião com a Fifa

Por Globo.com    Terça-Feira, 15 de Maio de 2018


A Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro) emitiu um comunicado na manhã desta terça-feira questionando a ampliação da pena de Paolo Guerrero para 14 meses de suspensão por doping.Além disso, convoca uma "reunião urgente" com membros da Fifa para discutir o assunto.

Na opinião da FIFPro, que tem sede na Holanda, a punição de Guerrero "é tão prejudicial para sua carreira" que "desafia o senso comum". O atacante, que já cumpriu gancho de seis meses, não poderá disputar a Copa do Mundo com a seleção peruana.

+ Guerrero lamenta: "Estão me roubando a Copa do Mundo"
+ Guerrero no Flamengo: dos gols à falta de títulos e doping

 

O Tribunal Arbiral do Esporte (TAS), que foi quem determinou a condenação, acredita que Paolo Guerrero tenha feito a ingestão da substância através do chá de coca e afirma que o castigo se dá pela negligência do peruano. A FIFPro, por sua vez, se prende justamente a isso, afirmando que a sanção é inapropriada, "especialmente quando foi estabelecido que não havia intenção de trapacear".

Confira o comunicado:

"A FIFPro está convocando uma reunião urgente com a FIFA depois que o jogador de futebol Paolo Guerrero foi suspenso por 14 meses por ingerir acidentalmente uma substância proibida, impedindo-o de representar o Peru na Copa do Mundo.

A FIFPro considera a proibição injusta e desproporcional, e o exemplo mais recente de um Código Mundial Antidoping que muitas vezes leva a sanções inapropriadas, especialmente quando foi estabelecido que não havia intenção de trapacear.

Tanto a Fifa quanto a Corte de Arbitragem do Esporte concordaram que Guerrero não ingeriu conscientemente a substância e que não houve efeito de melhoria de desempenho. Por isso, desafia o senso comum de que ele deveria receber uma punição que é tão prejudicial para sua carreira.

O Código WADA foi imposto e atualizado sem a devida consulta aos jogadores de futebol e seus representantes.

À luz deste caso e de outras decisões recentes, a FIFPro pede à FIFA e a outras partes interessadas do futebol que revisem imediatamente como mudar as regras antidoping no futebol, para que sirvam aos melhores interesses do jogo e protejam os direitos fundamentais dos jogadores."

FIFPro@FIFPro

 

FIFPro statement: Paolo Guerrerohttps://www.fifpro.org/news/fifpro-statement-paolo-guerrero/en/ …

Twitter Ads info and privacy

 

Imprensa peruana lamenta punição

 

Os jornais peruanos desta terça-feira destacaram, obviamente, a punição sofrida por Guerrero. No geral, o tom era de lamentação extrema, com títulos como "Sonho destroçado" entre outros.

 

Capas dos jornais peruanos sobre Guerrero (Foto: twitter.com/futpapers)

Capas dos jornais peruanos sobre Guerrero (Foto: twitter.com/futpapers)

Alguma publicações, entretanto, procuraram demonstrar um pouco de positividade, dizendo que, mesmo sem o ídolo, a seleção peruana vai fazer bonito na Copa. "Então, poremos onze guerreiros", escreveu o Publimetro, por exemplo.

FutPapers@futpapers

 

Então seremos 11 GUERREIROS

Twitter Ads info and privacy

O "La Razon", entretanto, pegou pesado e falou em "complô e traição" na questão da punição, citando a mãe do atacante que fez denúncias na última segunda.

« Voltar

BRASILEIRÃO

Flamengo x Grêmio: tudo o que você precisa saber sobre o jogo da rodada #36

NO SERTÃO

Sport Clube de Recife vai fazer seleção de novos atletas em São Mamede-PB

Veja também...

BOA NOTÍCIA

Hugo Motta inclui Aeroporto de Patos entre prioridades da Secretaria de Aviação Civil

BOA AÇÃO

Jovem perde prova do Enem para receber transplante de rim, na Paraíba

MAIS EDUCAÇÃO

Governo do Estado anuncia mais 53 escolas integrais na Paraíba em 2019