Compartilhe

Marcelo Salles rasga elogios a Everton Ribeiro e Vitinho, e comemora saldo positivo

Por Globo.com    Quinta-Feira, 13 de Junho de 2019


Com três vitórias e um empate no comando do Flamengo após a saída de Abel Braga, o técnico Marcelo Salles elogiou a equipe na vitória sobre o CSA por 2 a 0, último jogo antes da paralisação do Campeonato Brasileiro em função da Copa América. A partir do dia 20 de junho, o português Jorge Jesus assume a equipe e a próxima partida está marcada para o dia 10 de julho, pela Copa do Brasil, contra o Athletico Paranaense.

Salles fez uma avaliação positiva da curta passagem como treinador rubro-negro. Ele aproveitou para agradecer a confiança da diretoria:

- Acho que os números foram bons, não levamos nenhum gol, conseguimos rodar bem o elenco, colocamos quase todos os atletas nas relações, então acho que dentro da condição que me foi passada e o que era esperado, acho que a gente correspondeu. Queria agradecer ao presidente Landim pela confiança. Foi muito carinhoso e muito firme na nossa apresentação, e só tenho a agradecer por toda a confiança.

Diante da boa atuação de Éverton Ribeiro e Vitinho, Salles não poupou elogios aos dois. Sobre o meia, afirmou:

- Tivemos de fazer alguns ajustes no intervalo, no segundo tempo a supremacia do nosso time prevaleceu. Quanto mais espaço o Everton tem para jogar, mais o talento dele aflora. Então teve cada vez mais condições de colocar nossos atacantes em posição de finalizar.

Já sobre Vitinho, ele lembrou dos desfalques e disse ser um privilégio ter um jogador como ele para "entrar e decidir"

- Não é nenhuma surpresa o que ele apresentou hoje. Um jogador que tem o nosso respeito e carinho. Sempre que entrou procurou dar o seu melhor, buscando o gol, é um atleta que dentro do nosso elenco é muito importante. Hoje a gente com sete desfalques ainda conseguir ter um atleta com a condição do Vitinho para entrar e decidir, a gente fica muito satisfeito.

Confira os melhores trechos da entrevista coletiva de Marcelo Salles:

Números

Números foram bons. Três vitórias e um empate. Não tomamos gol, 85% de aproveitamento. Rodamos bem o elenco, conseguimos relacionar quase todos os atletas. Só não relacionamos o Rafael Santos.

Atuação em Brasília

Tivemos uma atuação segura. Quem controla a bola controla o jogo. Tivemos 66%. Rodamos um pouco a bola no primeiro tempo, não tivemos paciência. Fizemos alguns ajustes, as coisas aconteceram e a qualidade do nosso time prevalece.

Gabriel

O Gabriel tem uma importância tática muito importante. Nosso primeiro zagueiro é nosso atacante, que começa com a marcação lá na frente. Na parte técnica a qualidade é indiscutível. É um atleta que tem faro de gol. O apelido já diz isso. Ele tem a confiança da equipe.

Jorge Jesus

O Jorge (Jesus) me deixou bem à vontade para tomar as decisões. Não tivemos muito contato, foram cinco minutos antes do Fla-Flu. A intenção é ajudar. Qualquer dúvida que ele tiver estamos aqui para ajudar como funcionários do clube.

Apoio

Também quero agradecer o nosso torcedor. Tenho recebido muito carinho e apoio nos estádios e nas redes sociais nesse período.

« Voltar

DE CHEGADA

Com samba, Rafinha desembarca no Rio, e conhece instalações do Ninho e o técnico Jesus

ESPERANÇA

Nacional de Patos foca no Campeonato Paraibano Sub-19

Veja também...

FESTA NO SERTÃO

Mais dois idosos passam dos cem anos em Patos e completam 102 e 104 anos

NO SERTÃO

Idosa faz 104 anos de idade nesta terça-feira, em Patos

TRAGÉDIAS

PRF registra sete mortes em rodovias da Paraíba durante operação de festejos juninos