Compartilhe

MP arquiva inquérito que investigava ato de improbidade do prefeito Sales pela não realização do São João

Por Redação 40 Graus com Politica para Quem Gosta    Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019


O Ministério Público da Paraíba arquivou inquérito aberto contra o ex-prefeito interino de Patos, Sales Júnior, em virtude do cancelamento das festividades do São João de Patos 2019. O MP queria saber se houve dano ao erário público.

Em seu relatório, a 4ª Promotora de Justiça de Patos, Mariana Neves Pedrosa Bezerra, verificou que não ocorreram gastos significativos com o cancelamento do evento junino, tendo ocorrido evento de menor expressividade com a priorização de artistas locais que se apresentaram na Vila São João.

"Com efeito, não se constatou a ocorrência de dano ao erário dolosamente ocasionado pelo gestor, à época, Francisco de Sales Mendes Júnior, com o cancelamento do evento de maior porte", concluiu ela.

O órgão ainda fundamentou que a opção por não realizar o São João era afetada à discricionariedade do prefeito interino, que alegou problemas financeiros que tornavam inviável a realização do evento, não cabendo intervenção ministerial quanto ao mérito do proceder administrativo levado a efeito pelo gestor.

Por fim, o Ministério Público considerou a inviabilidade da continuidade da presente investigação, pois, torna-se ausente a comprovação da prática de ato(s) de improbidade administrativa.

arquivamento

« Voltar

NO SERTÃO

Ex-candidato a prefeito de Patos vai para o regime semiaberto após um ano de prisão

NA PARAÍBA

TCE emite alerta ao Governo por compra de medicamentos vencidos

Veja também...

INSTAGRAM

Famosos pedem apoio ao Nordeste após manchas de óleo atingirem praias

REDES SOCIAIS

Internautas detonam participação de Maisa no Mais Você: ''Só isso?!''

MUDANÇA

Mariana Ferrão conta o verdadeiro motivo de ter saído da Globo: ‘’Teve que acabar’’