Compartilhe

TJ mantém condenação de Rosilene Gomes por furto qualificado

Por Portal Correio    Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019


O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) rejeitou os embargos de declaração no processo que envolve a ex-presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Rosilene Gomes. A decisão foi publicada na edição de ontem do Diário Eletrônico do TJ. No ano passado, Rosilene havia sido condenada por furto qualificado e em março deste ano, a ex-presidente da FPF teve a condenação mantida na segunda instância.

O desembargador relator do processo, Arnóbio Alves Teodósio, destacou na decisão que os embargos de declaração impetrados pela defesa de Rosilene Gomes não apresentam fundamentos para alterarem a sentença proferida em 2018, mantendo a condenação de cinco anos de reclusão e 50 dias-multa, a ser cumprida inicialmente em regime semiaberto.

“Os embargos de declaração se consubstanciam em instrumento processual destinado a retificar do julgamento ambiguidade, obscuridade, contradição ou omissão, sem modificar a substância da decisão, não se prestando para buscar aclaração sobre o convencimento do Órgão Julgador”, consta na decisão do desembargador.

De acordo com a denúncia, no mês de maio de 2014, Antônio Alves Gonçalves, Kléber Fábio Pereira de Lima e Genildo Januário da Silva, teriam roubado materiais esportivos pertencentes à FPF, no valor de R$ 15 mil, a mando de Rosilene.

A sentença, proferida em 12 de janeiro de 2018, julgou procedente em parte a denúncia, para absolver Kleber Fábio e Genildo Januário, e condenou Antônio Alves Gonçalves e Rosilene Gomes.

O que diz a defesa

A defesa da ex-presidente Rosilene Gomes recorreu alegando, preliminarmente, a nulidade da sentença e do processo, por cerceamento de defesa, uma vez que as alegações finais apresentadas por defensor público careceram de fundamentação.

No mérito, pediu a absolvição da acusada, sob o argumento de que não há provas suficientes para ensejar uma condenação, baseando-se a decisão apenas na palavra contraditória do corréu.

« Voltar

NO SERTÃO

Mudança de locais de votação da eleição para conselheiros tutelares de Patos causa descontentamento

NO SERTÃO

Cagepa autua moradores após flagrar mais um desvio de rede de água em Patos

Veja também...

Bruna Jaeger

Super ousada, ela faz o ensaio faz quente do ano

NA PARAÍBA

Pesquisador da UFPB cria aplicativo para facilitar tratamento de crianças autistas

NA CAPITAL

Prefeito de Malta entrega autorização das doações da população ao Hospital Laureano