Compartilhe

Chuvas trazem otimismo, mas situação ainda é crítica na Paraíba

Por Portal Correio    Domingo, 15 de Abril de 2018


As chuvas registradas na Paraíba estão ajudando na recarga de açudes e mudando paisagens no interior do estado. Entre os principais reservatórios com aumento nos volumes estão Epitácio Pessoa, na cidade de Boqueirão; Coremas Mãe D’Água, Engenheiros Ávidos, Jatobá I, Farinha e São Gonçalo, no Sertão. Os dados são do Instituto Nacional do Semiárido (Insa) e apesar de serem animadores, ainda não são suficientes para resolver todos os problemas causados pela seca no estado.

Os açudes Coremas e Mãe D’Água, que estão entre os maiores do Brasil e abastecem parte do Alto Sertão paraibano, estão com 14% e 7% da capacidade, respectivamente. Apesar de ainda serem valores pequenos, os dois têm registrado aumentos seguidos nos últimos seis meses. Na região de Sousa, o São Gonçalo está com 33,2% da capacidade e também segue crescendo.

Em Itaporanga, o açude Cachoeira dos Alves sangrou na madrugada deste sábado, após oito anos de seca. As informações são do Diamante Online.

Boqueirão, que abastece a região de Campina Grande, está com mais de 25% do volume total e continua com tendência de aumento, recebendo chuvas e água da Transposição do São Francisco. Há cerca de um ano, o açude se viu à beira do colapso e prestes a deixar quase um milhão de pessoas sem água. Atualmente, o rigoroso racionamento que foi implantado em Campina Grande está suspenso e a água de Boqueirão já ajuda na recarga de Acauã, que tem pouco mais de 5% da capacidade total.

O otimismo com as chuvas se espalha por outras regiões da Paraíba; assista abaixo.

Chuvas

Até essa sexta-feira (13), as cidades com volumes mais altos de chuvas foram João Pessoa e Alhandra, no Litoral, e Catolé do Rocha, Condado e Cajazeiras, no Sertão do estado.

A previsão do tempo da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) indica possibilidade de chuvas no fim de semana, em todas as macrorregiões do estado, com temperaturas variando entre 19º e 35º.

Conforme o Climatempo, o fim de semana pode ser de sol predominante no Nordeste, com pancadas de chuva em algumas partes da região.

Situação ainda é crítica

Apesar de dados e previsões animadoras, a Paraíba, de modo geral, ainda enfrenta sérios problemas de abastecimento. O Governo do Estado renovou um decreto de emergência, que tem se repetido praticamente nos últimos dois anos, em 196 cidades por causa da seca. O documento permite que os Municípios consigam recursos para enfrentar a estiagem com menos burocracia.

Entre os municípios que aparecem nessa lista está Monteiro. A cerca de 300 km de João Pessoa, a cidade do Cariri é o centro da Transposição do São Francisco e vê a aguar jorrar pelo Rio Paraíba, mas encara uma Zona Rural seca e carente, que ainda depende de carros-pipa.

Desde março deste ano que o bombeamento da água do São Francisco está suspenso, sob recomendação do Ministério Público Federal (MPF). A medida é necessária para que sejam concluídas obras programadas para os açudes de Poções e Camalaú, o que deve acontecer até o meio do ano.

Após um ano da transposição, o MPF divulgou nessa semana um vídeo que mostra problemas na obraque impediram grandes mudanças nas regiões secas do estado.

« Voltar

NO SERTÃO

Prefeitura de Patos dificulta processo de investigação contra Dinaldo e Bonifácio e vereadores prometem acionar MP

TRAGÉDIA

Carro cai em açude e mata sertanejo que chegou de São Paulo para festa de Natal

Veja também...

NO SERTÃO

Complexo Hospitalar de Patos realiza classificação de risco dos pacientes

NO SERTÃO

Hospital do Bem de Patos realiza 428 atendimentos nos três primeiros meses de funcionamento

NO SERTÃO

Mais 3 pessoas são presas na Operação Recidiva em Patos; veja os nomes