Compartilhe

Médico da Paraíba toca sanfona e canta forró para pacientes de hospital em Sergipe

Por G1 Paraíba    Sábado, 11 de Julho de 2020


O médico paraibano Thiago Ramos adotou um novo método para ajudar no tratamento dos pacientes que atende em Sergipe, onde trabalha. Nas mãos dele, a sanfona deixou de ser apenas um instrumento musical e se tornou um mecanismo para alegrar a quem está doente e matar a saudade da terra natal.

O profissional de saúde atua em um programa do Sistema Único de Saúde (SUS) chamado de “Melhor em Casa”, no município de Tobias Barreto. A ação envolve atendimento domiciliar para acamados, que recebem atendimento hospitalar e especializado em casa.

Thiago nasceu em Campina Grande, município do Agreste paraibano que realiza a festa junina chamada de “Maior São João do Mundo”. Foi das raízes forrozeiras que ele fez da música inspiração para o trabalho.

O médico se formou no Acre. A distância de casa foi o que fez a saudade bater e o tratamento musical começar.

 

“Fui atrás de uma sanfona, descobri que um amigo tinha uma parada. Eu falei que não devolvia mais”, contou.

 

Em um vídeo, ele mostra a apresentação que fez na casa de um paciente. Quem apreciou o show particular foi Rosaldo, que é pandeirista. Quando Thiago chegou com a sanfona, ninguém conteve a emoção.

 

"A nossa equipe falou para ele que um médico toca sanfona e ele se emocionou desde esse momento. Fiquei sabendo e sugeri que levássemos a sanfona. Foi aquela festa. Ele se emocionou e eu me emocionei”, destacou.

 

Os resultados, segundo a equipe médica, estão sendo positivos. De acordo com Thiago, a “sanfonaterapia” promete permanecer para unir cuidado com alegria.

 
« Voltar

TRAGÉDIA

Brasil supera 100 mil mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa

NA PARAÍBA

Paraíba tem 89.893 casos de Covid-19 e 1.983 mortes pela doença até este sábado

Veja também...

NA PARAÍBA

Flexibilização na pandemia: Patos continua com bandeira amarela

É CAMPEÃO

Palmeiras é campeão nas penalidades após Timão igualar no fim

TRAGÉDIA

Brasil supera 100 mil mortes por Covid-19, segundo consórcio de veículos de imprensa