Compartilhe

Cantor e produtor musical Bravo morre em João Pessoa

Por G1 PB    Terça-Feira, 6 de Novembro de 2018


O músico Alberto de Araújo, conhecido pelos amigos como Betinho e no meio artístico como Bravo foi encontrado morto no último sábado (3). O corpo do músico foi achado em casa, no domingo (4) por um familiar e liberado pelo Numol nesta segunda-feira (5). As informações foram confirmadas pela família do músico nesta segunda. 

O velório do músico está marcado para as 14h desta segunda, na Central de Velórios Rosa de Saron, em Jaguaribe. O sepultamento está previsto para as 17h no cemitério do Cristo.

Além de músico, ele também era produtor musical, jornalista e agente de trânsito em João Pessoa. Como artista, foi líder ainda dos projetos Falange e Kill The Boss, ambos de música instrumental. Foi guitarrista da banda Nublado e também já trabalhou em eventos como Festival Mundo, em João Pessoa e Radioca, na Bahia.

Produziu os discos “H.I.D”, da banda D_M_G, produzido e gravado em 24 horas e o EP “Invasão”, do Filosofino, onde dividiu os vocais na faixa “Quer Cocada”. Alberto também já realizou trabalhos em colaboração com a banda Rieg, como convidado nos vocais da faixa “Gorgon”, na versão ao vivo do filme 12:00, e com o projeto Amaro Mann, como cantor nas faixas “Mo-fi Rude Bwoi” e “Fernandinho”.

« Voltar

OBRA LINDA

Exposição do paraibano Gilton Lira chega a Patos

NOVIDADES

Segundo disco de Zé Ramalho é relançado após 40 anos com participação da 'Prima Facie'

Veja também...

HÁ 50 ANOS

Chegada do homem à Lua há 50 anos mexeu com imaginário do paraibano

NO SERTÃO

Vereador de Santa Luzia diz que está recebendo ameaças de morte

NO SERTÃO

Cidadãos de Malta participam de ação solidária em prol do Hospital Napoleão Laureano