Compartilhe

Foto que ilustra a capa do álbum 'Abbey Road' dos Beatles completa 50 anos nesta quinta

Por Folhapress    Quinta-Feira, 8 de Agosto de 2019


Canções como "Come Together", "Something", "Oh! Darling" e "Here Comes the Sun", o álbum dos Beatles "Abbey Road" foi lançado em setembro de 1969. Mas foi no dia 8 de agosto que John Lennon (1940-1980), Paul McCartney, George Harrison (10943-2001) e Ringo Starr caminharam pela faixa de pedestres da rua que dá nome ao disco, em Londres.

O registro foi feito pelo escocês Iain MacMillan (1938-2006), fotógrafo que pagou guardas de trânsito para fazer os cliques. Na mesma rua, fica o lendário estúdio Abbey Road, onde a banda gravava seus discos. Ainda hoje, ele é utilizado por artistas nacionais e internacionais que sonham em passar por lá.

A icônica imagem saiu de uma sessão de fotos que durou apenas dez minutos. MacMillan registrou apenas seis opções.  Mesmo assim, ela é ainda lembrada e reproduzida por fãs em Londres e também em ruas de todos os países do mundo. Em São Paulo, a avenida Paulista é frequentemente fotografada por fãs que recriam a cena. 

No aniversário de 20 anos da foto, MacMillan deu uma entrevista ao jornal inglês The Guardian revelando que toda a ideia foi de Paul McCartney. "A ideia foi dele, preciso dizer, do Paul McCartney. Poucos dias antes do ensaio, ele desenhou um rascunho de como ele imaginava a capa do disco, e acabou sendo o que foi feito naquele dia", contou o fotógrafo.

"A foto escolhida foi a quinta das seis produzidas porque era a única que reproduzia perfeitamente a formação do 'V' nas pernas de todos eles", afirmou MacMillan.
Detalhes da foto criaram lendas como a de que McCartney estaria morto. 

O Volkswagen com a placa LMW 281F ao fundo indicaria o sinal '28 IF' ou "28 se", uma pista de o músico teria completado 28 anos, na época, se estivesse vivo. 

A foto ainda foi interpretada como uma procissão fúnebre em que John Lennon, de branco, era considerado um padre, Ringo Starr, de preto, um agente funerário, e George Harrison, o coveiro. Paul teria sido substituído com alguém porque é canhoto e segurava um cigarro com a mão direita. Hoje, está bem claro que McCartney está em lúcido e entre nós. 

Para MacMillan, o sucesso da foto vem de sua simplicidade. "É uma foto estilizada e muito simples. Também é uma imagem em que as pessoas podem se relacionar. É um lugar onde as pessoas ainda podem andar", afirmou, em entrevista ao Guardian. 

Versões superluxo do álbum estão sendo relançadas na Europa com CD's, LP's, DVD's e material gráfico comemorativo.   

« Voltar

NO SERTÃO

Malta Brega Fest acontece dia 27 com Fernando Mendes e outras atrações

MUITA COMIDA

Patos realizará 5º Festival Gastronômico 'Temos comida, cultura e afeto'

Veja também...

DE NOVO

Atleta de Patos é campeã paraibana de Fisiculturismo na categoria Body Fitness

NO SERTÃO

Escolas estaduais de Patos estão com matrículas abertas para novatos até dia 20 de dezembro

NA PARAÍBA

Polícia resgata 19 cães em rinha; churrasco com carne de cachorro era servido