Compartilhe

Vereadora cobra do prefeito Cartaxo explicações sobre pagamento de R$ 30 milhões a empresa investigada pelo Gaeco em Patos

Por Click PB    Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018


A vereadora Raíssa Lacerda (PSD) disse, nesta quinta-feira (09), em entrevista na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) terá que explicar os repasses de R$ 30 milhões feitos pela administração municipal, na gestão do prefeito Luciano Cartaxo, à empresa Real Energy, alvo da operação “Cidade Luz”, desencadeada na cidade de Patos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba.

“Fui pega de surpresa pelas denúncias de que R$ 30 milhões estão sendo desviados da Prefeitura de João Pessoa para Patos. O que tem a ver João Pessoa com Patos? Esses R$ 30 milhões têm que ser gastos aqui, em benefícios para João Pessoa”, defendeu Raíssa .

“Quero saber para onde foram os R$ 30 milhões. Porque a prefeitura já tem que esclarecer os R$ 10 milhões que a CGU e a Polícia Federal pedem que ela devolva do caso da Lagoa. A Polícia Federal pede a devolução de R$ 6 milhões. A prefeitura já pagou R$ 2 milhões, com dinheiro da prefeitura, não do bolso do prefeito, e agora mais essa denúncia”, observou Raíssa, afirmando que o papel do vereador não é somente legislar, mas fiscalizar as contas do Executivo. As informações são do ClickPB.

« Voltar

NO SERTÃO

Alunos de São Mamede passam por avaliação do Programa SOMA - Pacto pela Aprendizagem na Paraíba

NO SERTÃO

Prefeito Nêgo De Guri vistoria início de reforma da UBS do Bairro Água Azul, em Teixeira

Veja também...

NO SERTÃO

'Pinto' é preso acusado de estuprar a própria filha em Condado

CAOS TOTAL

Vereadoras denunciam caos em creche de Patos e são impedidas pela direção de entrarem para fiscalizar

NO SERTÃO

Fátima Bocão cobra da prefeitura combate ao excesso de insetos na Feira Livre de Patos