Compartilhe

Incêndio de grandes proporções atinge lixão e força-tarefa é montada em Patos

Por Epitácio Germano    Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2018


Um incêndio de grandes proporções atingiu a área do lixão do município de Patos, no Sertão da Paraíba, na madrugada desta sexta-feira (14). O fogo no local não está controlado e segundo o Corpo de Bombeiros as causas que teriam provocado a situação são desconhecidas. Uma força-tarefa foi montada pela Prefeitura com auxílio de profissionais e o uso de máquinas para tentar combater o incêndio, mas até às 12h a situação seguia sem alteração.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Patos, tenente-coronel Saulo Laurentino, comentou  o procedimento realizado pelas equipes de trabalho no local em combate ao incêndio.“A situação do incêndio não está controlada apesar de todos os esforços das equipes que estão atuando no lixão e o procedimento de combate as chamas acontece partir da colocação de terra sobre o fogo causando o processo de abafamento. A  expectativa é de que nas próximas horas o trabalho cause efeito e até o final do dia o fogo seja controlado”, explicou 

Segundo o secretário de Meio Ambiente do município, Silvio Moreira, a alta temperatura e a baixa umidade podem ter contribuído para o fogo. “Havia alguns focos incêndio identificados, inclusive, o município realiza esse monitoramento na área e a situação não é mais grave, porque os resíduos do lixão estão separados, mas há naturalmente uma preocupação em questão do forte vento que pode agravar o incêndio”, disse. 

« Voltar

NO SERTÃO

Prefeitura de São Mamede doa vacinas contra febre aftosa para criadores

NO SERTÃO

Grande público masculino participa de palestra na abertura do Novembro Azul promovida pela Prefeitura de Malta

Veja também...

EM FLAGRANTE

Polícia prende em Alagoas chefe de organização criminosa da Paraíba

DESCASO TOTAL

Briga entre secretário de Agricultura de Patos e gerente do Matadouro vai parar nas redes sociais

TRAGÉDIA NA ESTRADA

Estudante de Patos morre em acidente de carro entre Teixeira e Brejinho