Compartilhe

Menino de 2 anos põe envelope com mais de US$ 1.000 em triturador de papel

Por G1    Sábado, 6 de Outubro de 2018


Uma família do estado americano de Utah revelou que seu filho de 2 anos destruiu numa máquina de triturar papel um envelope contendo mais de US$ 1 mil (mais de R$ 3.800) em dinheiro, valor com o qual pagariam ingressos da temporada de futebol americano.

Ben e Jackee Belnap, de Salt Lake City, haviam economizado cerca de um ano para pagar os ingressos para a temporada de futebol do time da Universidade de Utah.

Eles guardavam o dinheiro "trancado em um arquivo até que fosse hora de pagar os pais (de Ben, que compraram os ingressos). Nós então o colocamos em um envelope".

Mas no fim de semana, o envelope desapareceu, disse o casal. Eles revistaram a casa, procuraram até mesmo no lixo. Logo descobriram que seu filho de 2 anos, Leo, havia destruído o dinheiro com um triturador. O menino já havia usado a máquina anteriormente, com supervisão.

A reação inicial do casal foi rir, mas depois vieram algumas lágrimas. "Começamos a rir. Ficamos confusos de que isso pudesse ter acontecido", disse Ben. "Eu chorei por um minuto. Você não pode dizer que nós apenas rimos," Jackee corrige, com um sorriso.

A família pode não ter perdido o dinheiro para sempre: o casal disse a uma emissora local que um escritório do governo especializado em dinheiro danificado pode substituir o valor.

O Escritório de Gravura e Impressão do Departamento do Tesouro dos EUA pode ajudar pessoas que tenham dinheiro com defeitos como queimaduras ou rasgos. O processo leva entre seis meses e três anos, diz o site do departamento.

Mesmo assim, Leo está proibido de usar o triturador por enquanto, disse Jackee.

« Voltar

INÉDITO

A volta do osso humano que, segundo cientistas, tinha desaparecido com a evolução

GRANDE ACHADO

A escavação para obra de saneamento que revelou esqueletos de 3 mil anos no Reino Unido

Veja também...

CONFIRMADO

Bolsonaro visita Pernambuco na próxima sexta e se reunirá com João Azevêdo e governadores do Nordeste

PREOCUPAÇÃO

Número de feminicídios em abril sobe 50% em relação ao primeiro trimestre de 2019, na Paraíba

CARAS E BOCAS

Luxemburgo chuta esparadrapo, gesticula e sofre na estreia no Vasco