Compartilhe

Pesquisadora da UFPB cria mecanismo que pode evitar aumento da conta de luz

Por Jornal da Paraíba    Sábado, 8 de Junho de 2019


Uma pesquisa realizada pelo Laboratório de Recursos Hídricos e Engenharia Ambiental (Larhena) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) criou um novo modelo de previsão de vazão em reservatórios de usinas hidrelétricas. O método foi apresentado na tese de doutorado da pesquisadora Paula Karenina. A descoberta pode beneficiar consumidores de energia elétrica com a redução na conta de luz.

O novo modelo proposto demonstra precisão nas projeções de vazão no período de até um ano. Sabendo quanto tempo o volume demora a subir novamente, as empresas de distribuição de energia elétrica podem evitar aumentar o valor das contas em tempos de baixa nos volumes das bacias.

De acordo com a pesquisadora, o setor de energia hídrica corresponde a 90% da energia elétrica produzida no Brasil e é diretamente dependente do volume de água nos reservatórios e das previsões de vazão, que permitem às usinas saber quando abrir e fechar a passagem de água nos reservatórios.

O método da pesquisa foi aplicado no reservatório do Xingó, situado entre Sergipe e Alagoas, na bacia do Rio São Francisco, e continua sendo testado em reservatórios de outros rios para demonstrar a adaptação do modelo às diferentes vazões e tipos de bacias. O modelo já se encontra pronto para ser utilizado por usinas hidrelétricas.

« Voltar

INUSITADO

Raio atinge ponte que liga Suécia à Dinamarca; veja foto

INÉDITO

Pesquisa sugere que acordar cedo traz danos ao psicológico

Veja também...

FESTA NO SERTÃO

Mais dois idosos passam dos cem anos em Patos e completam 102 e 104 anos

NO SERTÃO

Idosa faz 104 anos de idade nesta terça-feira, em Patos

TRAGÉDIAS

PRF registra sete mortes em rodovias da Paraíba durante operação de festejos juninos